Notícia

Revista Aqui Ali online

Pesquisa ajuda a sanear laranjais

Publicado em 05 janeiro 2018

As biólogas Alessandra Alves de Souza e Raquel Caserta, do Centro de Citricultura Sylvio Moreira, em Cordeirópolis (SP), desenvolveram em laboratório duas variedades de laranjeiras transgênicas resistentes à bactéria Xylella fastidiosa, causadora da clorose variegada dos citros, doença conhecida popularmente como ‘amarelinho’.

Transmitida para a planta pela picada de um inseto, a bactéria entope os vasos que trazem água das raízes para as copas da planta, deixando as folhas amareladas e fazendo os frutos secarem. Cerca de 40% dos laranjais paulistas estavam infectados com a bactéria na década passada. As informações são da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e o estudo foi publicado em novembro pela revista científica Molecular Plant-Microbe Interaction.

Técnica avançada

Usando tecnologia da engenharia genética, as pesquisadoras extraíram um gene que reduz a movimentação da bactéria no interior das plantas e o introduziram em brotos de duas variedades de laranja-doce, a pineapple e a hamlin. As plantas contendo os genes da Xylella resistiram melhor à infecção, porque a bactéria teve mais dificuldade de colonizar os vasos da laranjeira.

Fonte: Wilson Marini/Diário do Grande ABC.