Notícia

Blog do Robson Sampaio

Pernambuco recebe o VI Simpósio Internacional de Desenvolvimento da Primeira Infância

Publicado em 05 novembro 2016

Por Robson Sampaio

Com o tema “Primeira Infância: Prioridade Absoluta”, especialistas brasileiros e internacionais se reunirão no Recife para o VI Simpósio Internacional de Desenvolvimento da Primeira Infância, que pela primeira vez será realizado na Região Nordeste. O evento, nesta sexta edição, conta com o apoio do Governo de Estado, através do Programa Mãe Coruja Pernambucana, e ocorre nos dias 7 e 8 de novembro, a partir das 8h30, no Paço Alfândega, Bairro do Recife. Na ocasião, serão apresentadas experiências em diversos projetos relacionados ao desenvolvimento infantil.

A definição dos conteúdos abordados nas apresentações foi realizada por especialistas reunidos em comitê consultivo com representantes dos estados de Pernambuco (Programa Mãe Coruja Pernambucana), Ceará (IFAN, IPREDE e UFC) e Bahia (AVANTE e UFBA), além do Unicef.

“A escolha da temática faz alusão à Lei 13.257/2016, conhecida como Marco Legal da Primeira Infância, e representa uma oportunidade de debater os principais desafios para sua implementação”, explica o gerente de Conhecimento Aplicado da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, Eduardo Marino. “É preciso discutir também quais políticas públicas deverão ser prioritárias e quais mecanismos poderiam assegurar a qualidade dessas políticas”, complementa.

O simpósio, que ocorre este ano pela primeira vez fora da cidade de São Paulo, é organizado pelo Núcleo Ciência Pela Infância (NCPI), uma iniciativa colaborativa formada pela Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, Center on the Developing Child da Universidade de Harvard (CDC), Insper, David Rockefeller Center for Latin American Studies da Universidade de Harvard (DRCLAS), Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) e Hospital Infantil Sabará. “Nós incentivamos a realização do simpósio em Pernambuco para diversificar e ampliar o acesso ao conhecimento sobre o desenvolvimento infantil na região Nordeste, além de fortalecer o pensamento de que outras regiões do País possam abrigá-lo em futuras edições”, afirma a coordenadora do conselho consultivo do Programa Mãe Coruja Pernambucana, Bebeth Andrade Lima.

As inscrições, que são limitadas, estão disponíveis até o dia 6 de novembro de 2016, e podem ser realizadas pela internet, no endereço eletrônico simposio.ncpi.org.br.

Simpósio Internacional de Desenvolvimento da Primeira Infância é realizado desde 2011 e aborda temas relacionados como qualidade da atenção à primeira infância, o fortalecimento das potencialidades dos adultos para promover o desenvolvimento das crianças, entre outros, impactando profissionais do Brasil inteiro.

Serviço

Data: 7 e 8 de novembro de 2016
Horário 1º dia: 8h30 às 18h30
Horário 2º dia: 8h30 às 13h15
Local: Arcádia Paço Alfândega – R. da Alfândega, 35, Bairro do Recife, Recife – PE

Site para Inscrição: simposio.ncpi.org.br

Conheça os palestrantes já confirmados:

Gary Darmstadt

Reitor adjunto da Saúde Maternal e da Criança, e professor de Medicina Neonatal e de Desenvolvimento no departamento de Pediatria da Universidade de Medicina de Stanford. Já atuou em diversos cargos relacionados ao desenvolvimento da primeira infância, tais como Diretor de Saúde da Família na Bill and Melinda Gates Foundation e Orientador Senior de Pesquisa para o programa Saving Newborn Lives, do projeto Save the Children.

Marcia de Castro

Professora Associada de Demografia na Harvard T.H. Chan School of Public Health e membro do Comitê Científico do Núcleo Ciência Pela Infância (NCPI). Lançou um esforço colaborativo para iniciar o primeiro estudo de coorte do nascimento desde o período pré-natal na Amazônia.

Maria Caridad Araújo

Economista Chefe de Proteção Social na divisão de Proteção Social e Saúde do Banco InterAmericano de Desenvolvimento. Seu trabalho no BID está focado no desenvolvimento da Primeira Infância e em programas de combate à pobreza.

Isabella Henriques

Advogada e Mestre em Direito das Relações Sociais – Direitos Difusos e Coletivos – pela PUC/SP. Diretora de Advocacy do Instituto Alana, onde atua também como coordenadora geral do Projeto Prioridade Absoluta que tem a missão de promover a efetivação dos direitos das crianças no país, dando conhecimento do artigo 227 da CF.

Leandro Machado

Cientista político pela UnB, especializado em comunicação internacional pela Syracuse/ABERJE. Fundador da CAUSE, primeira consultoria especializada em advocacy do país. É um dos fundadores da RAPS e membro do júri internacional do Global Teacher Prize, considerado o Prêmio Nobel da Educação. Em 2015, foi reconhecido como Jovem Líder Global pelo Fórum Econômico Mundial.

Carla Peterson

Professora no Departamento de Desenvolvimento Humano e Estudos Familiares na Universidade do Iowa (EUA). Tem colaborado com investigadores de diversas universidades e agências de base e, atualmente, está dirigindo uma avaliação em programas de visitação domiciliar para mães e crianças na Primeira Infância no estado do Iowa. Dra. Carla Peterson foi editora da Young Exceptional Children e editora associada do Journal of Early Intervention.

Maria Adelaida López

Graduada em Belas Artes pela Universidade Nacional da Colômbia, mestre em Belas Artes pela Universidade de Pensilvânia (EUA) especialista na filosofia de Reggio Emilia. Atualmente atua como Diretora Pedagógica do aeioTU, na Colômbia. Possui vasta experiência na área de Educação Infantil, atuando em países como Estados Unidos e Colômbia.

Ricardo Paes de Barros

Professor da Cátedra Instituto Ayrton Senna no Insper e Economista-Chefe do Instituto Ayrton Senna. É autoridade mundial em questões relacionadas a educação, pobreza, desigualdade e mercado de trabalho e política social.

Patrícia Almeida

Possui graduação em Pedagogia pela UNITAU, Mestrado e Doutorado em Educação pela UNICAMP. Fez pós-doutorado em Psicologia da Educação pela PUCSP, como, bolsista FAPESP. Atualmente é pesquisadora da Fundação Carlos Chagas e atua na área de Educação com ênfase em Formação de Professores e Didática. É integrante grupo de pesquisa/CNPq que investiga a inserção profissional de egressos de programas de iniciação à docência.

Sara Barros Araújo

Professora do Instituto Politécnico do Porto, onde coordena o Mestrado em Educação Pré-Escolar. Possui licenciatura e mestrado em Psicologia pela Universidade do Minho e doutoramento em Estudos da Criança pela mesma universidade. É ainda Country Coordinator para Portugal e Convenor do Special Interest Group “Birth to Three” da European Early Childhood Education Research Association.

Anna Chiesa

Graduada em Enfermagem e em Saúde Pública e possui mestrado e doutorado em Saúde Pública e Enfermagem, ambos concluídos USP. Pós-doutora pela Florence Nightingale School of Nursing and Midwifery, em Londres. Tem uma vasta experiência em Enfermagem, com ênfase em Promoção da Saúde da Família, Desenvolvimento Infantil e Educação em Saúde. Atualmente, é professora associada e livre docente em Enfermagem da USP.

Úrsula Peres

Professora Doutora da EACH/USP no Curso de Gestão de Políticas Públicas e nos Programas de Mestrado – Mudança Social e Participação Política e Gestão de Políticas Públicas. Foi Assessora Geral do Orçamento na Secretaria de Finanças e Secretária Adjunta de Planejamento, Orçamento e Gestão do Município de São Paulo.

Ariela Lunas

Desempenhou cargos públicos como vice-ministra de Políticas e Avaliação Social do Ministerio de Desenvolvimento e Inclusão Social e Diretora Geral de Promoção da Saúde do Ministério da Saúde. Médica-cirurgiã da Universidade Nacional Mayor de San Marcos, com diploma em antropologia pela PUC/Peru e mestra em Saúde Pública pela Universidade Peruana Cayetano Heredia.

Joana Costa

Economista e doutora pela PUC-Rio. Pesquisadora do IPEA desde 2004, atualmente alocada na diretoria de estudos e políticas sociais do IPEA. Trabalhou no International Poverty Centre, uma parceria entre IPEA e PNUD, em temas relacionados a desigualdade de gênero e pobreza. Tem se dedicado a estudar tópicos nas áreas de educação e economia do trabalho.

Beatriz Abuchaim

Graduada em Psicologia pela PUC-RS, mestre em Educação pela PUC-RS e doutorado em Educação/Currículo pela PUC-SP. Trabalha como pesquisadora na Fundação Carlos Chagas, em São Paulo. Tem experiência nas áreas de Educação e Psicologia, atuando principalmente nos seguintes temas: educação infantil, avaliação, currículo e formação de professores.

Osmar Terra

Assumiu o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) em 2016. Formado em medicina pela UFRJ, se especializou em Saúde Perinatal, Educação e Desenvolvimento do Bebê na UnB. Atualmente, está no quinto mandato como deputado federal, e a primeira infância é uma de suas principais bandeiras. Em sua atuação no Congresso Nacional, foi autor da lei 13.257/2016, que instituiu o Marco Legal da Primeira Infância.

Dia 1 (07/11)

08:30 – 09:00 Credenciamento

09:00 – 09:20 Abertura

09:20 – 10:20 Desafios da integração de estratégias de sobrevivência com o desenvolvimento integral da primeira infância
Como ações integradas podem impactar o desenvolvimento integral das crianças na primeira infância? Nessa sessão, Gary Darmstadt trará a importância de articular intervenções focadas na sobrevivência, como, por exemplo nutrição e saneamento básico, com estratégias de estimulação para desenvolvimento infantil adequado.

Palestrante: Gary Darmstadt (Universidade de Stanford)

Moderador: Eduardo Queiroz (Fundação Maria Cecilia)

10:20 – 10:50 Coffee Break

10:50 – 11:00 Lançamento de materiais “O Começo da Vida”

11:00 – 12:20 Desenvolvimento da primeira infância na diversidade e em contextos de vulnerabilidade
Quais são os desafios da implantação de programas de primeira infância em contextos de alta vulnerabilidade? O objetivo da mesa é promover a reflexão sobre as diversas infâncias e os contextos no qual estão inseridas. Será apresentado o cenário da primeira infância no Nordeste brasileiro tendo como base dados dos diferentes territórios dessa região. Conheceremos, ainda, uma experiência do Peru com a apresentação da avaliação de impacto do Programa Cuna Más, que tem como uma de suas estratégias a visitação domiciliar nas áreas rurais do país realizada por membros das próprias comunidades.

Palestrantes: Marcia Castro(Universidade de Harvard), Maria Caridad Araújo (Banco InterAmericano de Desenvolvimento).

Moderador: Euripedes Constantino (Faculdade de Medicina da USP)

12:20 – 14:00 Almoço

14:00 – 15:20 Qualidade como um direito
O objetivo dessa mesa é promover reflexões sobre o que é qualidade em programas de promoção da parentalidade e educação infantil. Quais são as condições do ambiente, habilidades e atitudes que devem ser desenvolvidas e monitoradas no desenho e implementação de programas de visitação domiciliar e da educação infantil?
Vamos conhecer também, a experiência organização Colombiana aeioTu na gestão de diversos centros públicos de educação infantil ao redor do país e como a qualidade da política pública para essa faixa etária tem sido impactada por essa parceria.

Palestrantes: Carla Peterson (Universidade Estadual de Iowa), María Adelaida López (aeioTU, Colômbia)

Moderador: Lino de Macedo (Hospital Infantil Sabará/ Instituto PENSI)

15:20 – 15:40 Coffee Break

15:40 – 17:30 Formação dos profissionais da Primeira Infância

Como os desafios da formação de profissionais da primeira infância podem ser endereçados por meio de políticas/estratégias? Os exemplos que serão trazidos são a Declaração de Bolonha da União Europeia e seu impacto no currículo de Pedagogia em Portugal; assim como os desafios da formação profissional na perspectiva das diretrizes do Marco Legal da Primeira Infância no Brasil.

Palestrantes: Sara Araújo (Instituto Politécnico de Porto), Patricia Albieri Almeida (Fundação Carlos Chagas), Anna Chiesa (Escola de Enfermagem da USP)

Moderadora: Beatriz Ferraz (Consultora da Fundação Maria Cecilia)

17:30– 18:30 Sistematização do Programa Mãe Coruja Pernambucana

O objetivo desta mesa é apresentar o Programa Mãe Coruja Pernambucana, abordando-se os trabalhos de sistematização de sua experiência (história, resultados e metodologia) ao longo de nove anos de gestão descentralizada e intersetorial.

Palestrantes: Ricardo Paes de Barros (Professor da Cátedra Instituto Ayrton Senna no Insper e Economista-Chefe do Instituto Ayrton Senna), Tânia Bacelar (Professora aposentada da Universidade Federal do Pernambuco e sócia da CEPLAN Consultoria Econômica e Planejamento), Evaldo Costa (Jornalista/Editor da Marco Zero Editora), Ana Elizabeth Andrade Lima (Coordenadora do Conselho Consultivo do Programa Mãe Coruja Pernambucana)

Moderadora: Ana Luiza Wanderley (Primeira Dama do Estado de Pernambuco)

DIA 2 (08/11)

08:30 – 09:00 Café de Boas Vindas
09:00 – 10:20 Advocacy para a Primeira Infância

Qual a importância e como estruturar uma estratégia de advocacy em prol do desenvolvimento integral da primeira infância? A mesa tratará da importância de comunicar e engajar diferentes atores para a qualificação das políticas públicas direcionadas aos primeiros anos de vida. Serão apresentados alguns passos para a estruturação de uma estratégia de advocacy, e uma experiência nacional nessa linha: o Programa Prioridade Absoluta do Instituto Alana.

Palestrantes: Leandro Machado (Cause), Isabella Henriques (Instituto Alana)
Moderadora: Roberta Rivellino (Fundação Maria Cecilia)

10:20 – 11:30 Desafios nas Políticas de Estado para a Primeira Infância: Orçamento e Intersetorialidade

Quais são os desafios para o estabelecimento de políticas de estado para a primeira infância? Serão trazidas duas perspectivas, uma nacional e outra internacional, que abordarão parte dos principais desafios brasileiros para as políticas focadas na primeira infância: a intersetorialidade e o financiamento das políticas. A primeira abordará os desafios do exercício da integração entre as áreas para uma ação intersetorial, já a segunda apresentará a experiência do Peru na implementação de mecanismos de incentivo para garantir orçamento público focado no financiamento de políticas intersetoriais de desenvolvimento dos primeiros anos de vida.

Palestrantes: Ariela Luna (Atipay Consultoria, Peru), Úrsula Peres (Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo)

Moderador: Eduardo Marino (Fundação Maria Cecilia)

11:30 – 12:00 Coffee Break

12:00 – 12:45 Lançamento dos dois estudos produzidos pelo NCPI
O Comitê Científico do NCPI, um grupo interdisciplinar de destacados(as) acadêmicos brasileiros(as) que orienta a síntese e a tradução do conhecimento científico sobre o desenvolvimento na primeira infância, produziu dois estudos que serão apresentados e lançados na mesa:

“Importância dos Vínculos Familiares na Primeira Infância”
Funções Executivas e Desenvolvimento Infantil: Habilidades Necessárias para a Autonomia”.

Palestrantes: Joana Costa (Ipea) e Beatriz Abuchaim (Fundação Carlos Chagas).

Moderador: Naércio Menezes (Insper)

12:45–13:15 Encerramento

Palestrante: Osmar Terra (Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário)