Notícia

Diário da Saúde

Pequi é a fonte de novo anti-inflamatório e novo protetor solar

Publicado em 22 novembro 2021

Pequi para a pele

Mais conhecido por suas aplicações culinárias, o óleo de pequi (Caryocar brasiliense), extraído a partir da polpa e da amêndoa do fruto originário do Cerrado, já é utilizado na indústria farmacêutica e de cosméticos.

No entanto, o que sobra após esse processo (cerca de 90% da massa) geralmente é descartado, gerando um desperdício que pode chegar a centenas de toneladas por ano.

Foi esse cenário que motivou pesquisadores da Universidade Estadual Paulista (Unesp) a encontrar uma forma criativa, sustentável e barata de aproveitar os restos do fruto.

O resultado são dois novos produtos a partir dos resíduos de pequi: um creme com atividade anti-inflamatória e um protetor solar com propriedades antioxidantes, capazes de retardar o envelhecimento da pele.

As formulações apresentaram resultados promissores em testes farmacológicos. "Tivemos a mesma resposta que produtos já consolidados no mercado, utilizando uma matéria-prima genuinamente brasileira que iria para o lixo," disse a bioquímica Lucinéia dos Santos.

Cremes naturais mais baratoas

As novidades já foram patenteadas e estão disponíveis para licenciamento pela Agência Unesp de Inovação. Segundo Lucinéia, para produzir uma bisnaga de 60 gramas do novo creme anti-inflamatório, por exemplo, o custo aproximado seria de R$ 8,10. Atualmente, a mesma quantidade de um creme anti-inflamatório comercial, também feito com ativos naturais, chega a ser vendida por R$ 65,00.

"A indústria farmacêutica não para de buscar novas medicações e soluções estéticas que sejam eficazes, seguras, de baixo custo e que não causem consequências negativas para o organismo. Nós temos esses produtos. Além disso, nossas inovações contribuem para o bem-estar ambiental, econômico e social, agregando valor a um resíduo que normalmente é descartado", afirmou a professora.

Hoje já se sabe que o óleo de pequi previne e faz regredir o câncer e também protege contra doenças cardiovasculares.

Com informações da Agência Fapesp

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
UOL Folha.com Ciclo Vivo Programa InfoSalud (Argentina) Portal da Enfermagem Agrosoft Portal Neo Mondo eCycle Folha de Colíder online Titulares.ar (Argentina) GMundo News Um Só Planeta Portal NA - Nécessaire Affaires Antenados Novo Cantu Notícias Diário em Foco Oeste 360 Oeste Ao Vivo O Repórter Regional online Penha News Panorâmica News Informativo Astral Conexão Na Cidade Portal Altônia Alvo Notícias Alagoas Agora online Portal de Notícias Virou Manchete TV Interbam FEDAP - Fundação de Estudos para o Desenvolvimento da Administração Pública Campo Belo em Foco Jornal A Voz do Povo online (Uberlândia, MG) Jeremoabo.com.br Folha da Minha Sampa Portal O Sertão Mix Vale Mirante da Bocaina Roraima na Rede Zatum Portal do Governo do Estado de São Paulo Agora ES online Coluna Supinando DF Agora Acontece Agora Online BSB Notícias Agência de Notícias – Defesa Refugo Galileu online Mustach Jornal de Itatiba online Notícias Botucatu Só Notícia Boa Rápido no Ar Portal da Cidade (Registro, SP) Folha do Meio Ambiente Fleekus (EUA) Giro Goiás Bom dia Paraiba Minuto Cidade Hora PR Giro Notícias Goiás Cosmetic Innovation Os Cabeças da Notícia Saense greenMe! Conexão Marília Jornal o Brasiliense São Miguel Agora Jornal Tabloide online (Cotia, SP) Jornal do Litoral online Beto Ribeiro Repórter Portal Sertão da Paraíba InforBahia Diário de Notícias Web BSB Digital Jornal Fatos & Notícias Jornal da Região Sudeste online Garanhuns Notícias TV Caparaó Portal O Guardião Bomba Bomba Clube de Imprensa Portal Bendita Saúde N5 Notícias O2 Portal Garça em Foco Pauta Brasil Jornal Floripa Cotia 24 horas Notícias da Sua Cidade Piauí Diário