Notícia

JC e-mail

Pensamentos do Dia

Publicado em 05 novembro 2002

'O que gera empregos é o crescimento, são as decisões de investir dos empresários - os micro, pequenos e grandes -, juntando todas as forças criativas da nação, inclusive as da produção intelectual e emocional, como artistas, religiosos, filósofos, professores e mestres. Não é o governo que gera empregos, é o crescimento de toda a nação que possibilita o emprego útil e produtivo dos cidadãos.' Paulo Rabello de Castro, doutor em economia pela Universidade de Chicago, EUA, vice-presidente do Instituto Atlântico, RJ, em 'Uma unanimidade, crescer' (Folha de SP, 5/11) 'Visão abrangente, vontade férrea, confiança serena na nossa capacidade de combinar moderação e gradualismo com ímpeto transformador - é disso que o Brasil precisa para que se cumpra a vontade nacional expressa em 27 de outubro.' Roberto Mangabeira Unger, economista da Universidade de Harvard, EUA, em 'A transformação possível' (Folha de SP, 5/11) 'Quando Malraux aceitou ser ministro de De Gaulle, eu senti um frio na alma - como naquele bolero homônimo. O autor de 'A Condição Humana' chegou ao poder, mandou limpar a fachada da Notre Dame e mudou a decoração de algumas estações do metrô parisiense. Enquanto isso, Sartre subia nos capôs dos carros e nos caixotes de frutas para continuar vendendo suas idéias - fossem elas boas ou más. Sartre era feio, mesmo assim, recusou-se a se embelezar com o poder. Malraux era bem mais bonito. Ficou mais feio depois do poder.' Carlos Heitor Cony, escritor e jornalista, membro da Academia Brasileira de Letras, em 'O poder embeleza' (Folha de SP, 5/11) 'Se o Brasil quiser multiplicar por dois ou três suas exportações, em prazo razoável, não vai certamente consegui-lo apenas pela via incerta da remoção de barreiras a produtos congelados pelos 'lobbies' protecionistas e de baixo dinamismo. Terá de complementar esse esforço negociador mediante a ampliação e a diversificação da oferta exportável, o que depende de investimentos, externos e internos, e de tecnologia.' Rubens Ricupero, embaixador, secretário geral da Conferência das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento (Unctad), ex-ministro da Fazenda (Governo Itamar), em 'Erro de diagnóstico' (Folha de SP, 3/11)