Notícia

Interior News

Partícula de colesterol tem influência na memória

Publicado em 02 janeiro 2007

Uma variante da proteína de transferência de éster de colesterol (CETP) não apenas ajuda a aumentar a longevidade como também a proteger a memória e o raciocínio, informou a Agência Fapesp. A conclusão vem de estudo publicado em artigo na edição de 26 de dezembro da Neurology, revista oficial da Academia Americana de Neurologia. A CETP atua na regulagem dos tamanhos das partículas de colesterol, que influenciam o processo de formação de placas nas artérias.
Segundo os pesquisadores, da Faculdade de Medicina Albert Einstein, de Nova York, a variante identificada do gene faz com que as partículas se tornem maiores do que o usual. Com isso, elas seriam menos propensas a grudar nos vasos sangüíneos do que as partículas menores, evitando o acúmulo de gordura que pode causar enfartes ou derrames.
Os cientistas examinaram 158 judeus Ashkenazi, com descendência de países do leste europeu e média de idade de 99 anos. Os indivíduos com a variante genética apresentaram, em média, duas vezes mais chances de ter boas funções cerebrais do que os demais. Os testes foram feitos com outros 124 judeus Ashkenazi, de 75 a 85 anos, com resultados semelhantes.
"É possível que essa variante também possa proteger contra o desenvolvimento da doença de Alzheimer", disse o líder do estudo, Nir Barzilai. Os cientistas trabalham agora no desenvolvimento de drogas que possam simular os efeitos da variante da CETP.