Notícia

Oeste Notícias

Participação é marca de professores e alunos

Publicado em 27 junho 2004

Professores e alunos dos cursos de mestrado da Unoeste têm participação ativa em congressos científicos no Brasil e no exterior. Prova disso é a quantidade de viagens e de publicações de trabalhos em revistas nacionais e internacionais. Somente neste ano, docentes dos cursos de pós-graduação da universidade foram duas vezes aos Estados Unidos. Do ano passado para cá, professores do curso de mestrado publicaram um total de 117 trabalhos de pesquisa. Na área de Agronomia, foram publicadas 35 pesquisas; no curso de mestrado em Direito, 27; na área de Fisiologia do Esforço, foram 19 pesquisas, e os mestrados de Biologia e Educação tiveram18 trabalhos cada. Também foram publicados, recentemente, dois livros por docentes da pós-graduação, do curso de Agronomia. De acordo com o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação Alcides Guimarães são necessários alguns quesitos para que os cursos de pós-graduação estejam em funcionamento ativo. "Além da titulação do corpo docente, uma boa infra-estrutura é necessária para prover apoio para os cursos", destaca. "Laboratórios para pesquisas e uma biblioteca de boa qualidade são fundamentais". Novo laboratório — Há poucas semanas, o professor doutor Gustavo Mais Souza, dos cursos de graduação e de mestrado em Agronomia - conseguiu recursos da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) para a montagem de um laboratório móvel de ecofisiologia vegetal, único na região e um dos poucos existentes no Brasil. Com os resultados das pesquisas, pretende-se otimizar os programas de recuperação e implantação de florestas nativas, bem como estudos -aplicados à agricultura de forma geral. Além disso, os modernos equipamentos adquiridos permitirão a atualização dos métodos de ensino das aulas práticas tanto na graduação como na pós-graduação.