Notícia

DCI

Parque tecnológico tem 4 novas empresas incubadas

Publicado em 11 agosto 2014

Por Bete Cervi

RIBEIRÃO PRETO - Quatro novas empresas foram selecionadas para integrar a Supera - Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Ribeirão Preto. As empresas Brasilcoisas.com, Roverpix, LCR Kimera Biotecnologia e Physiocadential participaram da primeira rodada do processo seletivo de 2014 e, em breve, devem se instalar no Supera Parque de Inovação e Tecnologia.

As empresas foram classificadas na categoria pré-residência, onde farão uso de um espaço compartilhado dentro da Incubadora, recebendo suporte administrativo para elaboração de projetos, para registro de propriedade intelectual, além de capacitação e consultoria.

"Além do suporte técnico e administrativo, as empresas são beneficiadas pela rede de contatos da Supera Incubadora, contando com incentivos para participação em eventos como feiras e congressos, e o auxílio ao envio de projetos para a captação de recursos", explicou Saulo Rodrigues, gerente da Supera Incubadora.

Empresas selecionadas

A Brasilcoisas.com é uma empresa de comércio eletrônico que atuará coordenando as vendas de produtos de parceiros comerciais, constituídos por lojas físicas e/ou virtuais, em mais de 60 segmentos de produtos e serviços e em diferentes regiões. A Brasilcoisas.com oferecerá a cada parceiro comercial o espaço para exposição de seus produtos, com descrição detalhada de cada um deles, fotos e características técnicas, com opção de compra, formas de pagamento e previsão de entrega.

A Roverpix busca entregar um sistema simples e efetivo para fotografia de turismo e diversão. O fotógrafo só precisa abordar pessoas em pontos turísticos, fazer as fotos e enviar à empresa. É realizado todo o processo de separar, vender e entregá-las. Com o sistema desenvolvido, o fotógrafo já está no ponto turístico e o turista realiza uma rápida sessão de fotos, sem compromisso. Depois basta acessar o site para ver e comprar as fotos em segundos, onde estiver.

A LCR Kimera Biotecnologia é um projeto que pretende produzir um hormônio indutor do cio em matrizes bovinas, visando ofertar um sistema de produção com maior agilidade operacional e menor custo de produção.

Já a Physiocadential foca na musicoterapia, que oferece uma técnica de controle de ansiedade que pode ser implementada na forma de aparelhos eletrônicos. A solução da empresa é produzir e comercializar esses produtos.

Com a inclusão das quatro novas empresas, a Supera Incubadora passa a abrigar 35 empresas, sendo 4 associadas, 21 em residência e 10 em pré-residência. A categoria muda de acordo com a maturidade da empresa e o espaço físico pode ser compartilhado (pré-residência) ou exclusivo (residência).

Inovação e Tecnologia

O Supera Parque de Inovação e Tecnologia de Ribeirão Preto foi estruturado por meio de uma parceria entre a Universidade de São Paulo, Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo e a Fipase, com o apoio da Finep, do MCT e da Fapesp.

Localizado em uma área afetada pela Universidade de São Paulo (USP), o Supera Parque tem o propósito de criar um ambiente de convivência e sinergia entre universidade, o poder público e empresas que realizem atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação (P&D&I), por meio da instalação, nessa área, tanto de unidades de P&D empresariais, quanto a operação da produção voltada a produtos e processos inovadores.

O empreendimento tem como objetivo geral impulsionar o desenvolvimento científico e tecnológico da região, atraindo empresas que realizem pesquisa e desenvolvimento (P&D) e invistam em produtos e processos inovadores.