Notícia

DCI online

Parcerias são fundamentais

Publicado em 08 novembro 2011

Por JUAN NOVAES

A Secretaria de Desenvolvimento e Assuntos Estratégicos (Sedes) de Santos (SP) procura auxiliar a administração municipal, formular e implantar a política municipal de desenvolvimento, dirigir o processo de elaboração, aprimoramento e implantação de planos, programas, projetos e legislação voltados ao desenvolvimento relativos aos assuntos de tecnologia, ciência e inovação, empreendedorismo, emprego e renda, petróleo e gás, habitação e programas estratégicos. - Segundo o titular da Secretaria, Márcio Antonio Rodrigues de Lara, "a Prefeitura de Santos apoia a implantação planejada e o funcionamento de empresas da cadeia de petróleo e gás". Para o secretário, a organização de Arranjos Produtivos Locais (APLs) "é uma forma adequada de agrupar empresas de atividades similares, que obtêm resultados coletivos vantajosos em relação às ações individuais".

Destaca a presença de arranjos produtivos na área de tecnologia de informações e comunicações e associações na área de turismo, "dentre outras iniciativas de agrupamento de empresas".

A Secretaria iniciou um "processo de estruturação de redes de empresas que poderá optar por estruturar APLs com o apoio da Prefeitura de Santos" para atuação no mercado do petróleo e gás do pré-sal.

"Conforme prosseguir a implantação das estruturas de apoio à operação da exploração e produção da Bacia de Santos, a cadeia de petróleo e gás deverá expandir-se na região", explica o secretário Márcio Lara.

Cecompi

O Centro para Competitividade e Inovação do Cone Leste Paulista (Cecompi), de acordo com seu gerente-executivo, Agliberto Chagas, tem o objetivo de "fomentar a competitividade dos clusters do Cone Leste Paulista através da inovação e do empreendedorismo".Criar soluções que estimulem redes de cooperação no âmbito do Sistema Regional de Inovação, através da promoção ou gestão de projetos e pesquisas, bem como ações que envolvam seus diversos agentes; contribuir para a intensificação da cooperação entre instituições de ensino, pesquisa e desenvolvimento com o sistema produtivo, acelerando o processo de inovação; buscar, constantemente, parcerias estratégicas para o desenvolvimento regional; busca o crescimento econômico da região do Cone Leste Paulista oferecendo soluções para transformar conhecimento em negócio.

Chagas enumera: "o nosso maior valor é a atuação em rede, temos 85 associados e 18 parceiros". Os associados e parceiros formam a Rede de Colaboração. "Acreditamos que a inovação é fruto da interação de diversos conhecimentos", explica Chagas. Nas atividades do Cecompi há, portanto, "a atuação em parcerias, buscando agregar valor às partes".

O gerente-executivo afirma que os associados são beneficiados pelo acesso contínuo à rede de colaboração do Cecompi; acesso às informações sobre inovação, competitividade e empreendedorismo; base de dados sobre a economia e clusters presentes na região; apoio a estrutura de projetos para a captação de recursos como a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Nossa Caixa Desenvolvimento e o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); informações sobre oportunidades de negócios e parcerias percebidas pelo Cecompi; descontos especiais em palestras, seminários, cursos e serviços sob demanda disponibilizados pelo Cecompi; sala de treinamento e salas de reuniões (realizadas sob agendamento); divulgação das empresas e seus produtos e; apoio a modelagem de negócios de base tecnológica.

Existe a intenção, segundo o gerente, de se trabalhar com o petróleo e gás do pré-sal: "Acabamos de concluir um estudo diagnóstico sobre o setor cujo objetivo é nos posicionar", explica Chagas.

O apoio às empresas inseridas em Arranjos Produtivos Locais é um modelo importante para o desenvolvimento, já que parte do setor produtivo a dinâmica de atuação local.

O APL, na visão de Chagas, é "um programa liderado por competências empresariais do mesmo setor que promove a ampliação dos benefícios econômicos e sociais da região, que forma o acesso ao mercado e gestão bases de sustentação".

Evento

O Arranjo Produtivo Local Aeroespacial, gerido pelo Centro para Competitividade e Inovação do Cone Leste Paulista, participa, no próximo dia 9 de novembro, da 5ª Conferência Brasileira de Arranjos Produtivos Locais, realizada em Brasília. Durante o evento, o coordenador do Arranjo Produtivo Local Aeroespacial, Sebastião Cavali, ministrará uma palestra com o tema "Inovação, Conhecimento e Tecnologia".

A palestra está programada para acontecer às 15h.

Para mais informações sobre a 5ª Conferência Brasileira de APLs, é necessário acessar o site http://www.mdic.gov.br/cbapl/public.