Notícia

Jornal da Ciência online

Parcerias promissoras entre universidades e a indústria aeronáutica

Publicado em 03 maio 2016

Por Fabíola de Oliveira

Ainda neste ano o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) deverá inaugurar um núcleo de inovação no Parque Tecnológico – São José dos Campos (PqTec-SCJ) para intensificar o desenvolvimento de projetos com a indústria. Esta boa notícia integra o cenário de parcerias promissoras que vêm sendo realizadas pelo PqTec-SJC, desde sua fundação em 2009. Nesse caso, o ITA buscou a parceria com o Parque pois está expandindo a atuação do seu Centro de Competência de Manufatura (CCM), que conta com uma carteira de 20 projetos com empresas brasileiras nas áreas de automação da manufatura, processos e manufatura digital.

Para o diretor geral do PqTec-SJC, o matemático Marco Antonio Raupp, desde o início o empreendimento se desenvolveu com o objetivo de estabelecer parcerias acadêmicas e de instituições de pesquisa e desenvolvimento com a cadeia de empresas de base tecnológica existente na região. “A meta inicial incluía o estabelecimento de um ambiente favorável que pudesse influenciar, sobretudo, a indústria aeronáutica local. A Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) foi a primeira a instalar um laboratório de estruturas leves no Parque, com parceria do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e financiamento do BNDES, Finep, Fapesp e a Prefeitura de São José dos Campos. Essa parceria já propiciou o desenvolvimento de materiais como fibras de carbono para uso na fuselagem de pequenas aeronaves, e trabalha na evolução de biocombustível para aviação, em parceria com uma rede de laboratórios de todo o País”, salienta Raupp.

Ainda no campo da pesquisa e desenvolvimento do setor aeronáutico, o diretor do PqTec-SJC destaca a empresa de alta tecnologia Akaer, que está transferindo sua sede para um prédio com 18 mil metros quadrados de área construída no Parque, onde abrigará instalações industriais, escritórios e laboratórios para estruturação de um complexo industrial e tecnológico.

A Akaer atua no desenvolvimento da engenharia estrutural do avião de combate Gripen NG, programa governamental desenvolvido em conjunto com a empresa sueca SAAB, o qual conta com a participação da Embraer e prevê transferência de tecnologia.

Raupp afirma que os Parques Tecnológicos são ambientes muito favoráveis para estabelecer a sinergia necessária entre universidades e empresas de base tecnológica. “Mas ainda estamos muito no início aqui no Brasil. Temos alguns parques instalados no País, no entanto temos que superar vários obstáculos, como a legislação, ainda pouco favorável à inovação, e as dificuldades orçamentárias”, conclui.

O PqTec-SJC

O Parque Tecnológico – São José dos Campos abriga e promove a interação de empresas inovadoras, instituições de pesquisa, universidades e entidades de ciência, tecnologia e inovação. Criado por iniciativa da Prefeitura de São José dos Campos, sua administração é feita pela Associação Parque Tecnológico de São José dos Campos, uma organização social (OS) de direito privado e sem fins lucrativos.

A área do núcleo soma 188 mil metros quadrados, que é a parte central da área do projeto Zona Especial Parque Tecnológico com total de 25 milhões de metros quadrados. A área construída não para de crescer, com a permanente edificação de novos prédios para abrigar empresas, laboratórios e universidades.

Desde sua criação, o Parque reuniu investimentos que somam R$ 1,89 bilhão. Os recursos públicos (R$ 460 milhões) são oriundos de fontes do governo municipal de São José dos Campos, do governo do Estado de São Paulo e do governo federal. Os investimentos privados foram de R$ 1,4 bilhão.

De acordo com as características de São José dos Campos, o Parque Tecnológico abriga importantes empresas do setor aeroespacial. Contudo, não se trata de um parque temático: há empresas de vários segmentos da economia, como automotivo, energia, óleo e gás, saúde, têxtil, TIC e transporte, entre outros. (com informações do PqTec-SJC)

Jornal da Ciência – edição impressa

Veja a edição impressa completa aqui.