Notícia

Agência Senado

Parcerias entre empresas e universidades são fundamentais para o país, afirma Maciel

Publicado em 23 agosto 2006

Por Augusto Castro, repórter da Agência Senado

Primeiro a discursar no Plenário nesta quarta-feira (23), o senador Marco Maciel (PFL-PE) conclamou os empresários e acadêmicos brasileiros a perderem o "preconceito em se associar". O senador disse que parcerias entre empresas e instituições de ensino superior podem auxiliar no desenvolvimento da Ciência e Tecnologia nacionais, além de alavancarem a economia e a geração de empregos e renda.
Da tribuna, Maciel informou que a prática é bastante comum nos Estados Unidos, Japão, Coréia do Sul, Taiwan, Malásia, Cingapura, Canadá e Austrália. Ele sublinhou que, na maioria destes países - principalmente nos Estados Unidos -, as parcerias envolvem pequenas, médias e grandes empresas e universidades de diversos portes, públicas ou privadas.
Na interpretação do senador, tais parcerias caracterizam uma inovação necessária para que empresas e universidades consigam enfrentar os impactos da globalização e da competitividade internacional. Estes impactos, acrescentou Maciel, podem também ser suavizados com investimentos, principalmente na educação nacional e no desenvolvimento da ciência e tecnologia brasileiras.
Ao registrar que o Brasil forma por volta de dez mil doutores por ano, Maciel disse que as instituições brasileiras deveriam priorizar a formação em Engenharias e Ciências Naturais, "que concorrem, e muito, para também fazer crescer o processo de inovação". O senador também elogiou as universidades e institutos brasileiros pelo aumento de pesquisas científicas. Ele citou especialmente a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), o Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (Cesar), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Universidade de Campinas (Unicamp), como entidades incentivadoras do desenvolvimento científico e tecnológico no país.
- É fundamental que nós forjemos uma consciência coletiva para que o enlace entre as instituições de ensino e as empresas se difunda cada vez mais, gerando assim novas oportunidades para o nosso crescimento - concluiu Maciel.

(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)