Notícia

Cidade Botucatu

Parceria entre Unesp e colégio Embraer incentiva ensino de genética

Publicado em 09 maio 2019

Em parceria com o Instituto de Biociências (IB), do campus de Botucatu da Universidade Estadual Paulista (Unesp), alunos do Ensino Médio do Colégio Embraer, do mesmo município, desenvolveram um modelo de 46 peças para o estudo da citogenética. O material reproduz os cromossomos que compõem o DNA de um ser humano.

Vale destacar que o trabalho é fruto de um esforço conjunto entre as instituições e busca produzir métodos criativos e lúdicos que auxiliem no aprendizado nas escolas, com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico.

“Buscamos oferecer aos professores e estudantes uma interação um pouco mais física com os cromossomos. Ter contato apenas por imagens em um livro fica abstrato”, explica Mauricio de Jesus, aluno do 3º ano do Ensino Médio, à TV Unesp.

“Como viemos da rede pública, fizemos o protótipo com vistas à nossa escola antiga. Tentamos buscar materiais mais em conta e mais viáveis, para que pudessem ser levados a escolas com estruturas menores”, avalia Maria Eduarda Franco, estudante do 3º ano do Ensino Médio.

Conteúdo

Os estudantes tiveram aulas teóricas na Unesp e no Colégio Embraer para a elaboração do conteúdo. Eles desenharam as peças em tamanhos proporcionais e, em seguida, utilizaram uma impressora 3D.

“Quando elaboramos esse projeto temático, uma das áreas mais valorizadas foi a associada a atividades e materiais de divulgação e educação científica. Dentro do IB, o segmento tem sido cada vez mais apreciado nos projetos de pesquisa”, salienta a professora da Unesp Adriano Wasko.

“Possibilitamos, a partir de uma matéria que não é tão fácil, que os alunos aprendam se divertindo. Isso é muito válido para nós”, enfatiza Fawaz Jammal, coordenador pedagógico do Colégio Embraer.