Notícia

UDOP - União dos Produtores de Bioenergia

Parceria entre Fapesp, Koppert e Esalq aportará R$ 40 milhões em centro de pesquisas para controle biológico de pragas e doenças

Publicado em 12 fevereiro 2020

Na manhã de 11 de fevereiro, foi anunciada na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP), a criação do SPARCBio (São Paulo Advanced Research Center for Biological Control). A iniciativa é uma parceria entre a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo), a Koppert Biological Systems e a Esalq. Estão previstos investimentos de R$ 40 milhões nos próximos anos em um centro de pesquisas que terá como foco o desenvolvimento de um novo modelo de manejo de controle de pragas e doenças para a agricultura brasileira, mais sustentável.

Os investimentos no SPARCBio serão feitos pela Fapesp, por meio do programa Centros de Pesquisa em Engenharia, e pela Koppert, e terão como contrapartida recursos da Esalq para infraestrutura de pesquisa e custos de pessoal.

“A Fapesp vem empreendendo esforços para promover a participação dos setores acadêmico e empresarial na transferência de conhecimento para a sociedade. Este será o 13º Centro de Pesquisa e Engenharia criado pela Fapesp e todo o estoque de conhecimento acumulado no Estado de São Paulo pode ser colocado à disposição do setor produtivo e, como neste caso, no agronegócio, o que gera a produção de bens para a sociedade”, afirma o vice-presidente da Fapesp, Ronaldo Aloise Pilli.

O centro terá como meta a transferência de conhecimento para a empresa e para a sociedade e prever, durante o desenvolvimento dos estudos, a interação com o sistema educacional, incluindo os níveis fundamental e médio.

O diretor industrial da Koppert, Danilo Pedrazzoli, também destaca que a parceria para criação do novo centro de pesquisas trará benefícios a todos os envolvidos. “A universidade ganha com royalties, o governo com impostos de produtos que vierem a ser desenvolvidos e a empresa, com o desenvolvimento de novos produtos e tecnologias. Vamos deixar de ser replicadores de tecnologia para sermos geradores e disseminadores”, disse.

A sede do SPARCBio fica no Departamento de Entomologia e Acarologia da Esalq, mas tem integração com outras universidades e instituições no Brasil e exterior. Há parcerias com instituições brasileiras como Unesp (Universidade Estadual Paulista), UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), UFV (Universidade Federal de Viçosa) e Embrapa. No exterior, as parcerias são com pesquisadores de instituições como University of Minnesota e University of California, ambas dos Estados Unidos, Institut National de la Recherche Agronomique/INRA (França) e University of Copenhagen (Dinamarca).

O centro conta com a participação de diversos pesquisadores e especialistas diretamente envolvidos com o projeto e com as seguintes linhas de pesquisa: descoberta de novos agentes biológicos de controle; desenvolvimento de novas tecnologias e geração de conhecimento em manejo integrado de pragas e doenças.

Já o professor José Roberto Postali Parra, diretor do SPARCBio, ressalta a importância da difusão de conhecimento que será feita pelo centro. “O projeto tem como um dos desafios a mudança de cultura dos produtores rurais brasileiros em relação à competitividade e reprodutibilidade das tecnologias de controle biológico, na comparação com os agroquímicos. Essa quebra de paradigma só será viável com educação e difusão do conhecimento que resultem em maior aceitação dos biológicos. A proposta é desenvolver pesquisas de alto nível, atender o agricultor e desenvolver um modelo global de controle biológico para a agricultura de regiões tropicais”.

Para o diretor da Esalq, professor Durval Dourado Neto, a instalação do SPARCBio na Esalq consolida uma das missões da universidade, a de promover conhecimento e recursos para o desenvolvimento do país. “Essa parceria envolvendo agentes públicos e privados, amplia o desenvolvimento da ciência aplicada em prol de uma agricultura eficiente e atende as demandas dos mercados nacional e internacional. O envolvimento da Esalq nessa ação firma mais uma vez o município de Piracicaba como hub de inovação e empreendedorismo do agronegócio brasileiro”.

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
Valor Econômico online G1 G1 Valor Econômico O Estado de S. Paulo Estadão.com O Dia (SP) Blog Carlos Santos AlcidesFaria Conexão Boas Notícias Globo Rural online Confap - Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa Ciclo Vivo Central das Notícias Notícias Agrícolas Central das Notícias Empresas & Negócios Rádio Coopnews Empresas & Negócios Revista Cultivar Máquinas online Tribuna de Ituverava online Rádio Aratiba Am Portal G1 News Expresso MT A Semana (Curitibanos, SC) online Silvani Notícias (G1 Notícias) MilkPoint Agronovas A Tribuna Piracicabana Redação Agro Jornal de Piracicaba Gazeta de Piracicaba BeefPoint Agrosoft Mix Vale Brasil CT&I Jornal da USP online AgronomistSite O Estado de Mato Grosso Online IE - Instituto de Engenharia Jornal da Ciência online Organics News Brasil Dinheiro Rural online Portal da Enfermagem Portal do Governo do Estado de São Paulo A Granja A Voz do Triângulo Gazeta de Piracicaba online SBNotícias KLFF online Revista Pecuária Brasil Jornal de Piracicaba GestAgro 360º Agrolink Datagro Protec - Pró-Inovação Tecnológica Jornal de Piracicaba Globo Rural AgroRevenda GestAgro 360º Gazeta de Piracicaba Portal CanaMix Portal do Agro A Tribuna Piracicabana Agrolink Portal Piracicaba Hoje FolhaMT Revista Cultivar Máquinas online Agronews Compre Rural GestAgro 360º Portal do Agronegócio Central das Notícias Portal Piracicaba Hoje JC Notícias (São Paulo, SP) AgroRevenda Esalq - USP Agronerd Jornal Fatos & Notícias Central das Notícias Brasilagro Jornal Preliminar Central das Notícias Espaço Ecológico no Ar Brasil Soberano e Livre Revista Cultivar Grandes Culturas Esalq - USP Rádio Web Coopnews Jornal Fatos & Notícias Paraná Imprensa