Notícia

Portal do Governo do Estado de São Paulo

Parceria de peso: Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin

Publicado em 04 maio 2008

A Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin é um órgão da Pró-reitoria de Cultura e Extensão Universitária da Universidade de São Paulo. Foi criada, em janeiro de 2005, para abrigar e integrar a Brasiliana reunida ao longo de oitenta anos pelo bibliófilo José Mindlin e doada, por ele, sua esposa Guita e seus filhos à USP em um gesto de generosidade para com a nação. Com o seu expressivo conjunto de livros e manuscritos, a biblioteca é considerada a mais importante coleção do gênero formada por um particular. São cerca de 15 mil títulos, ou 40 mil volumes: obras de literatura brasileira (e portuguesa), relatos de viajantes, manuscritos históricos e literários (originais e provas tipográficas), periódicos, livros científicos e didáticos, iconografia (estampas e álbuns ilustrados) e livros de artistas (gravuras).

O Instituto de Estudos Brasileiros foi criado em 1962, por iniciativa do historiador Sérgio Buarque de Holanda.  É um órgão de integração que desenvolve pesquisa e documentação sobre a história e a cultura do país, abrigando estudiosos de formação variada que nele desenvolvem suas pesquisas, além de organizar e explorar as fontes primárias que compõem o seu acervo. Na Biblioteca estão reunidos mais de 140 mil volumes (entre obras raras, livros e periódicos). No Arquivo, estão catalogados cerca de 400 mil itens, entre manuscritos, cartas, fotos, partituras, desenhos, entre outros documentos,

A Brasiliana USP é um projeto da Reitoria da Universidade de São Paulo, coordenado pelo professor István Jancsó, que permitirá reunir o IEB e a Biblioteca Mindlin num único e moderno edifício que está sendo construído no coração da Cidade Universitária. Além de abrigar os acervos das duas unidades da USP — garantido as melhores condições de acesso aos seus usuários — e suas atividades regulares de pesquisa, ensino e extensão, o novo edifício será a base do projeto de construção da Biblioteca Brasiliana Digital da USP. Segundo Pedro Puntoni, coordenador da Biblioteca Digital e também diretor da Biblioteca Mindlin, a idéia é digitalizar todo o acervo e torná-lo disponível na internet. Os planos são grandiosos: oferecer esse serviço para outros institutos da USP e para outras universidades do país, em sintonia com o Ministério da Educação. Para tanto, já contam com o apoio da Fapesp.