Notícia

Estado de Minas online

Parasita da leishmaniose engana o sistema imunológico

Publicado em 05 maio 2014

Por Carolina Cotta
A identificação de duas proteínas produzida pelo parasita Leishmania amazonensis pode explicar por que ele consegue conviver harmoniosamente com células que deveriam matá-lo. O sequenciamento do genoma do Leishmania amazonensis, um dos causadores da leishmaniose cutânea e difusa, demorou quatro anos para ser concluído, mas viabilizou a identificação de proteínas que poderiam subverter as defesas do organismo hospedeiro, participando da evasão do seu sistema imunológico. O sequenciamento em si foi realizado de maneira automatizada [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.