Notícia

O Estado de S. Paulo

Para o futuro, pesquisas de impacto

Publicado em 24 janeiro 2014

Por Paulo Saldaña
O diagnóstico existe: aumentar o impacto das pesquisas é o maior desafio científico da USP para as próximas décadas. Mas dar o próximo passo e fazer o que é preciso para a universidade figurar na vanguarda mundial da ciência é o mais difícil. Em termos de condições, a USP tem as melhores do País. No ano passado, 23% da produção científica brasileira veio de lá, índice que se mantém praticamente estável nos últimos anos. A universidade é a instituição que mais forma doutores no mundo e responde por 20% dos doutorados do [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.