Notícia

Estadão.com

Para fazer bem, cerveja tem de ser bebida logo

Publicado em 19 setembro 2007

Flavanóides, que podem ajudar na prevenção de doenças, desaparecem da bebida com o tempo Um estudo das propriedades de três marcas brasileiras de cerveja feito para a dissertação de mestrado da pesquisadora Priscila Becker Siqueira, da Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), mostra que, no fim de seu prazo de validade, a cerveja perde até 50% de sua capacidade antioxidante, conferida principalmente por compostos fenólicos, em especial flavonóides.  "As atividades antioxidantes dos [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.