Notícia

Softex

Para exportar US$ 2 bilhões em 2007 é preciso treinar 60 mil pessoas

Publicado em 16 janeiro 2006

O Brasil precisa formar 60 mil novos profissionais de TI para exportar US$ 2 bilhões por ano em software e serviços de TI — a meta de 2007.
Para Jairo Klepacz, secretário de tecnologia industrial do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, é preciso pressa: esses 60 mil profissionais devem ser formados em dois anos no máximo, começando já. "Não dá para esperar."
Caso contrário, o Brasil perderá negócios no mercado externo pela simples falta de mão-de-obra. Por isso, diz Jairo, o governo pretende trabalhar com empresários para montar um plano de formação de recursos humanos na área de TI.
Uma parte do plano será criada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), já que ela entrará com 70% do dinheiro aplicado em projetos de São Paulo; os outros 30% ficam a cargo do empresário, e podem ser abatidos do imposto de renda.
A FAPESP dispõe de R$ 300 milhões para esse programa de treinamento, informa Jairo. Do empresário paulista, a fundação deve exigir projetos de excelente qualidade, que resultem em inovações e em desenvolvimento tecnológico.
Só profissionais regularmente contratados pelo empresário poderão fazer parte do programa; a própria empresa indicará a área em que eles devem se especializar.