Notícia

Bomba Bomba

Pandemia do novo coronavírus está em desaceleração na maior parte do país, aponta pesquisa

Publicado em 22 setembro 2020

Dados mais recentes da pesquisa Epicovid-19 BR mostram que o percentual de brasileiros que apresentam anticorpos contra o novo coronavírus caiu de 3,8% em junho para 1,4% em agosto. Para os autores do estudo o resultado, divulgado na última terça-feira (15/9), é um forte indício de que a epidemia está em desaceleração na maior parte do país.

A quarta fase da coleta de dados do projeto incluiu 33.250 participantes de 133 cidades e foi conduzida entre os dias 27 e 30 de agosto por uma equipe coordenada pelo reitor da UFPel (Universidade Federal de Pelotas), Pedro Hallal.

Nas três etapas anteriores – uma concluída em maio e outras duas no mês de junho, nas mesmas 133 cidades – a soroprevalência havia seguido tendência de elevação: 1,9%, 3,1% e 3,8%, respectivamente. A exceção foi a região Norte, onde algumas localidades fortemente afetadas no início da pandemia registraram queda na proporção de soropositivos entre a segunda e a terceira fases do estudo. Outras duas etapas de coleta devem ser realizadas nos próximos meses, com apoio da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

Os resultados mais recentes também revelam uma mudança na faixa etária dos infectados entre junho e agosto. Nos primeiros meses da pandemia, a soroprevalência foi maior entre pessoas de 20 a 50 anos, justamente aquelas em idade produtiva e que tiveram mais dificuldade para aderir ao isolamento social. Agora, o percentual diminuiu nesse grupo e aumentou entre crianças e idosos. Do ponto de vista socioeconômico, a tendência se manteve estável em todas as fases da pesquisa: pessoas cujas famílias se encontram entre as 20% mais pobres da população apresentam prevalência mais de duas vezes superior à observada entre os 20% mais ricos.

Houve uma queda importante da prevalência entre indígenas nos últimos meses – reflexo da desaceleração da epidemia na região Norte. Por outro lado, pretos e pardos continuam a apresentar maior chance de infecção em comparação aos brancos. Para os autores, a quarta da pesquisa deixou clara a interiorização da pandemia, uma vez que, hoje, o vírus está muito mais forte nos municípios do interior do que nas capitais – diferente do que foi observado nas fases anteriores.

As cidades com maior soroprevalência na última medição foram Juazeiro do Norte (8%) e Sobral (7,2%) – ambas no Ceará. Na sequência estão as paraenses Santarém (6,4%) e Altamira (5,2%). No Estado de São Paulo, a primeira colocada é Ribeirão Preto (2,8%), seguida por Araçatuba (2%), Campinas (0,8%) e capital (0,8%).

Mais sobre o coronavírus

De acordo com boletim diário desta segunda-feira (22/9) publicado pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo sobre a pandemia do novo coronavírus (causador da Covid-19), a capital paulista contabiliza 12.368 vítimas da Covid-19.

Há, ainda, 321.013 casos confirmados de infecções pelo novo coronavírus e 387.344 casos suspeitos sob monitoramento. Até o momento, 423.785 pessoas receberam alta após passar pelos hospitais de campanha, da rede municipal, contratualizados e pela atenção básica do município.

Abaixo, gráfico detalhado sobre os índices da Covid-19 na cidade de São Paulo nesta segunda-feira.

Prefeitura de SP

Em relação ao sistema paulistano de saúde pública, nesta segunda-feira a taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) destinados ao atendimento de pacientes com Covid-19 na Grande São Paulo é de 47%.

No último domingo (20/9), o índice de isolamento social na cidade de São Paulo foi de 50%. A medida é considerada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e autoridades sanitárias a principal forma de contenção da pandemia do novo coronavírus.

A aferição do isolamento é feita pelo Sistema de Monitoramento Inteligente do Governo de São Paulo, que utiliza dados fornecidos por empresas de telefonia para medir o deslocamento da população e a adesão às medidas estabelecidas pela quarentena no Estado.

Mais sobre o coronavírus

No último domingo (20/9), o Governo do Estado anunciou que São Paulo deve receber, já em outubro, 5 milhões de doses da vacina CoronaVac, que está sendo desenvolvida pelo Instituto Butantan (na capital paulista), em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac Biotech.

A previsão da administração estadual é de que haja 46 milhões de doses disponíveis até dezembro. A ampliação de vacinas será possível em virtude da transferência de tecnologia da farmacêutica para o instituto, que passará a produzir o imunizante.

Na última segunda-feira (14), o governo paulista informou que o instituto irá iniciar, em novembro, obras para ampliar sua estrutura física do Instituto Butantan, a fim de acelerar a produção de vacinas. A expectativa da administração estadual é que a reforma seja finalizada ainda neste mês.

A CoronaVac já está na fase 3 de testes em humanos. Os estudos, de responsabilidade do Instituto Butantan, começaram a ser feitos no Brasil em julho e serão aplicados em 9 mil voluntários. A testagem foi organizada a partir de 12 centros de pesquisas, localizados em São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná.

Ações e Atitudes

Um estudo envolvendo o Departamento de Engenharia de Transportes da Poli (Escola Politécnica) e o CEM (Centro de Estudos da Metrópole), ambos da USP (Universidade de São Paulo) na capital paulista, avalia as importantes mudanças no sistema de transportes com a flexibilização decorrente da pandemia do novo coronavírus.

A pesquisa foi realizada no momento da pandemia em que muitas pessoas, dependendo do transporte público, voltaram às suas atividades presenciais, e evidenciou uma desigualdade estrutural na sociedade.

Segundo o estudo, pessoas com níveis de renda e educacional mais altos conseguiram permanecer em casa e fazer seus trabalhos remotamente. No entanto, grande parte da população, cuja presença física era essencial para a continuidade dos trabalhos, teve de continuar se movimentando pela cidade a despeito dos altos riscos de contágio.

A pesquisa, que faz parte da Rede de Pesquisa Solidária, busca contribuir com a discussão de como ter uma reorganização para que o risco de contágio dessas pessoas no trajeto para o trabalho seja minimizado, especialmente profissionais essenciais como os da área da saúde e de serviços básicos.

Uma das missões da pesquisa era analisar a questão intraurbana, o que acontecia em termos de distribuição espacial das desigualdades socioterritoriais dentro das cidades, e como as políticas que foram adotadas estavam afetando especificamente as populações que dependem do transporte público.

Outra preocupação do estudo era não estigmatizar o transporte público, na medida em que esse é um serviço essencial. Um exemplo apontado foi a ação, em São Paulo, que reduziu a frota para acompanhar a redução da demanda. No entanto, houve uma diminuição homogênea na cidade, que não considerou as diferenças entre centro e periferia, onde há uma demanda muito maior pelo transporte público. Além disso, com a redução na frota, há o problema de menor arrecadação, já que a receita vem das tarifas pagas pelos usuários.

A pesquisa continua em andamento e, além do estudo ligado à Rede de Pesquisa Solidária, há um projeto específico sobre desigualdades sociais no transporte urbano em produção.

*Este conteúdo e outros conteúdos especiais podem ser conferidos no hotsite Coronavírus

Essa notícia também repercutiu nos veículos:
O Globo online G1 O Globo UOL G1 O Globo Yahoo! O Globo online Tribuna (Ribeirão Preto, SP) Pfarma Yahoo! Vida e Estilo Zero Hora online Paulo Marques Notícias Sananduva 97.7 FM Jornal Floripa Tarobá News CGN Coordenação de Comunicação Social Diário do Nordeste online Catve Marechal News TV Globo Portal 24h O Vale online Blog de Daltro Emerenciano Metropóles Diário Popular (Pelotas, RS) online Diário Popular (Pelotas, RS) Jornal O Paraná CliqueABC NE10 Interior Portal do Governo do Estado de São Paulo Jornal Integração Forte na Notícia Bahia.ba Jornal Integração Portal da Enfermagem MSN NE10 Biblioteca Benedicto Monteiro Jornal GGN Dinâmicas Sul-Sur Plox Agora RN online O Bom da Notícia Portal Lapada Lapada Grupo Rio Claro SP Bem Notícias Hoje ES O Documento online IG - Saúde Voz MT Giro Marília Notícia em Foco MT O Atual Portal Mato Grosso Portal MT CCN News Blog A Crítica Toda Palavra online Planeta online ContilNet Notícias Perfil News Polêmica Paraíba Folha Nobre Ouro Preto Online Portal Você Online O Londrinense Diário de Cuiabá online Beto Ribeiro Repórter Notícias de Campinas Carta Capital online Head Topics (Reino Unido) Alma Preta Tribuna (Ribeirão Preto, SP) online Pacatuba Em Foco DCM - Diário do Centro do Mundo Blog Jornal da Mulher Press From Brasil 2A+ Farma Jornal de Piracicaba Jornal Cidade O Cafezinho Guarulhos em Destaque Câmara Municipal de São Paulo Sempre Família Sempre Família Blog Machado Filho Farol da Bahia Extra (Colômbia) Sindicato dos Metalúrgicos do ABC O Roncador