Notícia

Unesp

Palestra com Celso Lafer abre celebração pelos 60 anos da Fapesp

Publicado em 18 junho 2021

Embaixador inaugura programação de conferências com o tema "Ciência e Diplomacia"

Ex-ministro de Relações Exteriores e presidente do Conselho Superior da FAPESP entre 2007 e 2015, o embaixador Celso Lafer será o primeiro palestrante de uma série de seminários organizados em comemoração aos 60 anos da Fapesp. O evento online acontece no próximo dia 23 de junho, às 10h.

Lafer irá discutir a relação entre ciência e diplomacia, assunto ganhou protagonismo nas negociações multilaterais sobre mudanças climáticas e produção de vacinas contra a Covid-19. As inscrições podem ser feitas pelo link: https://fapesp.br/eventos/60anos/23jun/inscricao.

As Conferências FAPESP integram a agenda de celebração dos 60 anos da Fundação, a serem comemorados em 23 de maio de 2022. A iniciativa prevê a realização de encontros mensais on-line, ao longo dos próximos 18 meses, com temas estratégicos de pesquisa nas diversas áreas do conhecimento, apresentados por renomados especialistas do Brasil e do exterior.

Sobre o palestrante
Celso Lafer foi ministro de Relações Exteriores, chefiou a delegação brasileira que presidiu a 10ª Sessão do Comitê Intergovernamental para o Desenvolvimento da Ciência e Tecnologia (IGC) da Organização das Nações Unidas (ONU), realizada em Nova York em 1989, e foi um dos responsáveis pela Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento – também conhecida como Eco-92 ou Cúpula da Terra, realizada em 1992, no Rio de Janeiro. Foi presidente do Conselho Superior da FAPESP entre 2007 e 2015. Em sua gestão, enfatizou as relações internacionais com agências de fomento, institutos de pesquisa e universidades, assinando 130 acordos internacionais de cooperação.

O ex-ministro é um dos principais teóricos das relações internacionais na América Latina, com dezenas de livros publicados sobre o assunto. Além de professor emérito do Instituto de Relações Internacionais e da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), é doutor honoris causa das universidades de Buenos Aires, Córdoba e Três de Fevereiro, na Argentina, de Lyon 3, na França, e de Haifa, em Israel, entre outras.