Notícia

Jornal Primeira Página online

Palestra aborda como nanotecnologia pode auxiliar no desenvolvimento de medicamentos mais seguros e eficazes

Publicado em 09 agosto 2016

Nesta sexta-feira, dia 12 de agosto, às 10h, no anfiteatro A do Instituto de Química de São Carlos (IQSC), Beatriz Nogueira Messias de Miranda abordará os principais conceitos relacionados à utilização de sistemas nanométricos no desenvolvimento de novos medicamentos. Com uma breve introdução sobre os principais sistemas nanocarregadores estudados e aqueles atualmente disponíveis no mercado, irá apresentar os polimerossomas, pequeninas vesículas de polímero que podem contribuir, entre outras aplicações, para o transporte do fármaco até um local específico  do nosso corpo de forma a potencializar sua ação e diminuir efeitos sobre os demais órgãos.

 

Beatriz explica que “vesículas de polímero ou "polymersomes" (Ps) são vesículas artificiais compostas por copolímeros anfifílicos  em bloco, que são auto-organizados quando hidratados, desde que o equilíbrio correto hidrofílico/hidrofóbico seja atingido.   A natureza inteiramente sintética de copolímeros de bloco proporciona o controle sobre parâmetros como a massa molar, composição, estrutura e as propriedades das espécies em solução, apresentando vantagens quando comparado aos outros sistemas, como lipossomas.”

 

Simplificando o que de fato é muito complexo pois exige o estudo de muitas variáveis,  podemos dizer que através do equilíbrio correto entre camada que absorve (hidrofílica) e a que repele (hidrofóbico) a água,  é possível formar pequenas bolsas (vesículas) artificiais de grandes moléculas (polímeros).  Essa possibilidade abre caminho para várias aplicações.

 

“As propriedades específicas destas construções têm atraindo atenção como sistemas inovadores de entrega controlada de fármacos, de genes e de agentes de contraste de imagem, e como novos bioreatores nanométricos. Trata-se da estrutura mais simples que membranas anfifílicas podem ser formadas, com funções similares à capsídeos virais. Em analogia à sistemas biológicos, novas e mais complexas estruturas poderão ser formadas”, complementa a pós-graduanda.

 

Neste seminário serão apresentados critérios para a formação de Ps, sua estrutura e caracterização, métodos de preparação bem como aplicações.

 

A PALESTRANTE

 

Beatriz Nogueira Messias de Miranda graduou-se em Química (2011) pela Universidade Federal de São Carlos tendo sido bolsista do PET-Programa de Educação Tutorial vinculado ao Ministério da Educação e de Iniciação Científica da FAPESP e do CNPq.  Concluiu o mestrado em Química Orgânica e Biológica no IQSC (2014) com bolsa FAPESP, incluindo estágio na Harvard University (EUA).

 

Desenvolve seu doutorado na área de Química Analítica e Inorgânica do IQSC, sob orientação do Prof. Dr. Emanuel Carrilho, coordenador do Grupo de Bioanalítica, Microfabricação e Separações tendo realizado período de estágio na Harvard School of Engineering and Applied Sciences, EUA, pelo programa Ciências sem Fronteiras do CNPq.  É bolsista do programa de Novos Talentos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT). Para saber mais: http://lattes.cnpq.br/2086897116011457

 

SEMINÁRIO

 

“Polymersomes: formação, caracterização e aplicações”

MSc. Beatriz  Nogueira Messias de Miranda (pós-graduanda junto ao IQSC-USP)

12/8/2016 – sexta-feira, 10h, anfiteatro A do IQSC-USP

Av. Trabalhador São-carlense, 400

O seminário integra as normas do programa de pós-graduação do IQSC

Inscrições gratuitas: www5.iqsc.usp.br/eventos

Informações: (16) 3373-9909 ou 3373-8272