Notícia

Gazeta de Limeira

Palacete Levy recebe exposição sobre fazendas

Publicado em 31 março 2013

Passado e presente se cruzam na mostra temporária “Fazendas Históricas Paulistas”, no Palacete Levy. Por meio de 50 fotografias e textos em 16 painéis, a exposição retrata importantes fazendas históricas do interior de São Paulo, datadas dos séculos XVIII ao XX e localizadas em Limeira, além de Araraquara, Cajuru, Campinas, Cordeirópolis, Dourado, Itu, Jaguariúna, Jaú, Mococa, Santa Cruz das Palmeiras, Santa Gertrudes e São Carlos.

Patrimônio cultural de grande valor, as antigas fazendas, muitas nascidas na economia do café durante o século XIX, ajudam a recontar o desenvolvimento urbano e rural de cidades do interior de São Paulo. A arquitetura, a decoração, os espaços de produção do café e as sociabilidades entre as famílias proprietárias e os trabalhadores, compõem diferentes leituras sobre a história do café, do Estado e do País.

Com imagens registradas pelo fotógrafo Haroldo Palo Júnior e textos de Maria Ângela Bortolucci, da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), a mostra é um dos resultados de um projeto de políticas públicas sobre fazendas históricas do Estado de São Paulo, financiado pela Fapesp de 2008 a 2012 e do qual participaram 12 instituições de pesquisa, como Ufscar, Unicamp, USP de São Carlos, a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e a Embrapa de Campinas, tendo coordenação do Prof. Dr. Marcos Tognon, do IFCH-Unicamp. A exposição itinerante já passou por São Carlos e Campinas, chegando agora a Limeira, uma das regiões contempladas nos estudos.

A exposição fica aberta no Palacete Levy de 3 a 19 de abril, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h. A entrada é gratuita e a organização local é do Projeto Memória e Resgate, que atua junto à Igreja da Boa Morte, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura de Limeira. Outras informações estão disponíveis no site http://www.memoriaeresgate.com.br.

(Da Redação)