Notícia

GS Notícias

País cria laranja transgênica resistente a doenças

Publicado em 27 novembro 2017

O Brasil deve anunciar em poucos anos um feito inédito dos pontos de vista científico e agronômico: a primeira laranja transgênica do mundo mais resistente a duas doenças recorrentes na cultura: o amarelinho e o cancro cítrico, que levam à perda de produtividade e até à morte da planta. As variedades, desenvolvidas pelas pesquisadoras Raquel Caserta e Alessandra Alves de Souza, do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), com apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), foram objeto de artigo de capa da revista científica "Molecular Plant-Microbe Interactions", da Associação Americana de Fitopatologia.

As mudas ainda estão em estufas e o próximo passo será levá-las a campo. O IAC apresenta à Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), ainda neste ano, o pedido de Liberação Planejada em Meio Ambiente. A comercialização, porém, não deve ocorrer antes de quatro anos. A novidade, que interessa diretamente às indústrias de suco e aos produtores - o Brasil é o maior produtor e exportador de suco de laranja do mundo, com mais de 80% do mercado global -, também tem potencial para criar polêmica, pois, ao contrário de outras commodities agrícolas geneticamente modificadas, como a soja e o milho, a fruta pode ir diretamente à mesa dos consumidores.