Notícia

Gazeta Mercantil

Ouro Fino e Butantan firmam parceria

Publicado em 04 setembro 2006

A Ouro Fino Saúde Animal, empresa especializada no desenvolvimento e comercialização de produtos veterinários, e o Instituto Butantan inauguram amanhã o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Imunobiológicos Veterinários. A nova unidade fica dentro da área ocupada pelo Instituto Butantan, em São Paulo.

Por meio deste Centro, a empresa e a instituição atuarão de forma conjunta no desenvolvimento de vacinas e soros para saúde animal. Os primeiros produtos a serem colocados no mercado por meio dessa parceria é a vacina anti-rábica e o soro antiofídico.

Parceria público-privada

Com esta parceria, a Ouro Fino entra no mercado de biológicos. "Estudamos a importância de entrar nesse mercado e a melhor forma de concretizar o trabalho", conta o diretor da área, Fausto Terra. A parceria com o Instituto Butantan, uma das primeiras Parcerias Público-Privadas (PPPs) aprovadas neste segmento em todo o País, foi um dos pontos fundamentais da estratégia.

"O Butantan é reconhecido internacionalmente pela alta tecnologia e profissionais qualificados, além de ser uma referência no desenvolvimento de vacinas", explica o diretor. "Já a Ouro Fino tem amplo conhecimento na área de saúde animal, sabendo qual é a melhor forma de produção e de comercialização."

Para o desenvolvimento da pesquisa, a Ouro Fino investiu na infra-estrutura e equipamentos do Instituto Butantan, com apoio da Fapesp e Finep. Com o sucesso do projeto, a intenção é que a Ouro Fino amplie a área de desenvolvimento e produção em sua fábrica. Para isso, o Instituto Butantan vai auxiliar em todo o processo de transferência de tecnologia.

O Instituto Butantan é um centro de pesquisa biomédica vinculado à Secretaria da Saúde do governo do Estado de São Paulo. Localizado no Bairro do Butantã, ao lado da Cidade Universitária, em extensa área verde, destaca-se em pesquisa científica de animais peçonhentos: possui uma das maiores coleções mundiais de serpentes, composta por 54 mil exemplares. É também o maior produtor nacional de soros e vacinas.