Notícia

Portal Fator Brasil

Oscip Iniciativa Verde

Publicado em 30 setembro 2009

Organização da Sociedade Civil de Interesse Público Iniciativa Verde foi a precursora na criação do programa Carbon Free que consiste na compensação de gases de efeito estufa.

A Iniciativa Verde é um grupo de técnicos de diferentes áreas de conhecimento que, através de uma ótica diferente, busca soluções ambientais para tornar produtos e processos produtivos menos agressivos ao meio ambiente.

As atividades do grupo são focadas principalmente em uma análise (calculo, reflorestamento e supervisão) ampla de sistemas produtivos, identificando possibilidades para atenuar e remediar os impactos ambientais causados por estas atividades.

A Iniciativa Verde é a responsável pelo programa Carbon Free e está engajada em assuntos relativos às mudanças climáticas desde 1992. Trabalhando em muitos estudos e projetos científicos, desenvolveu projetos nacionais e internacionais de Mecanismos de Desenvolvimento Limpo (MDL) para governos, indústrias e instituições como o Banco Mundial, Banco Inter-Americano de Desenvolvimento (BIRD) e Programas de Desenvolvimento das Nações Unidas (PNUD).

Programa Carbon Free - Ajudar a compensar gases de efeito estufa emitidos por atividades do homem, que podem variar de processos de produções industriais até o simples ato de dirigir um automóvel, com projetos de reflorestamentos de áreas de matas ciliares que precisam ser recuperadas.

As árvores plantadas irão absorver parte do carbono da atmosfera e propiciar também outros benefícios ambientais locais, como preservação da qualidade do ar e da água e a proteção da biodiversidade.

O restauro de áreas ribeirinhas, além de absorver carbono da atmosfera, fornece uma série de benefícios ambientais locais. O principal benefício local é a preservação dos recursos hídricos, já que estas matas servem como um "filtro" natural evitando a evaporação excessiva e o assoreamento nos cursos d´água; e a manutenção e/ou recuperação da biodiversidade local, já que as matas ciliares criam "corredores verdes" por onde as espécies podem circular, colaborando para a dispersão e conseqüente variabilidade genética destas.

A Iniciativa Verde junto aos seus parceiros, realizou o restauro de 227.232 mil mudas nativas da Mata Atlântica. Essas árvores recuperarão 136 hectares de áreas ciliares degradadas e absorverão 43.174 toneladas de gases de feito estufa.

Entre seus parceiros estão o Wal-Mart, as 5 últimas edições do São Paulo Fashion Week, o Grupo Caixa Seguros, as etapas do Circuito Banco do Brasil de vôlei de praia, a agência de pesquisa de tendência Box 1824, o Grupo Jeito Moleque, a Suzano Papel e Celulose, Infraprev, Multipark Estacionamentos, o Programa Cidades e Soluções, Central Globo de Produções em Jacarepaguá, Auditório Ibirapuera os eventos e visitas do Al Gore no Brasil, Petrobrás, entre outros, que acreditaram e divulgaram uma ação conjunta para um futuro mais promissor.

A Iniciativa Verde conferiu o selo Carbon Free para mais de 384 eventos e empresas

Programa Amigo da Floresta - A ONG Iniciativa Verde, por meio do programa Amigo da Floresta, arrecada doações para plantação de árvores. O dinheiro é destinado à pesquisas na área florestal, capacitação de comunidades e na restauração florestal. Quem fizer essa doação poderá acompanhar o desenvolvimento de sua árvore pela internet, além de ganhar um certificado e adesivos de adesão ao programa.

O Amigo da Floresta possibilita, aos cidadãos comuns e/ ou empresas e com poucos recursos financeiros, ajudar o meio ambiente.

O objetivo do programa é promover melhorias ambientais por meio da recuperação florestal de áreas degradas, mobilizando a população local e levando informações. Esse conhecimento estimula mudanças no comportamento de consumo dessas pessoas e promove hábitos mais sustentáveis em relação ao uso dos recursos naturais.

O restauro florestal é feito por cooperativas de trabalhadores rurais selecionadas, capacitadas, remuneradas e monitoradas pela equipe da Iniciativa Verde. Os restauros são implementados anualmente em áreas ciliares degradadas e de proteção permanente (APP), utilizando a máxima diversidade de espécies nativas e restabelecendo conectividade entre fragmentos florestais, conforme estudo publicado pelo programa BIOTA-FAPESP. Os benefícios são a preservação dos recursos hídricos, biodiversidade local e absorção do CO2 - um dos principais gases de efeito estufa.

Programa Carbono Seguro- O Carbono Seguro é um Programa de Redução do Desmatamento e Degradação Florestal (REDD). Instituído na Microbacia Ribeirão dos Macacos, região do Vale do Paraíba, no Estado de São Paulo, o Carbono Seguro é um projeto-piloto no Brasil e no Mundo.

O programa está focado nos proprietários de terra que querem aderir, voluntariamente, ao programa. Para tanto, foi criado o Fundo para Florestas Privadas, que possibilita ao projeto a distribuição de benefícios àqueles que controlam áreas com florestas. Recursos deste fundo serão destinados aos proprietários de florestas privadas (assentados, médios, grandes proprietários) legalizadas, que aderirem ao programa. A quantidade do benefício entregue é proporcional à quantidade de carbono absorvida pela área com florestas. O objetivo desse fundo financeiro é provocar uma mudança na lógica econômica e de uso da terra na região, além de garantir o não desmatamento e consequentemente a conservação florestal. As áreas potenciais à implantação do programa são selecionadas por meio da parceria entre a Iniciativa Verde e o Instituto Oikos Agroecologia.

A fim de que o programa tenha perenidade e certa autonomia, o fundo que o viabiliza será vinculado à Caixa Capitalização e tratará diretamente com os proprietários rurais envolvidos, a respeito das transações referentes ao pagamento dos mesmos. Serão formalizados dois contratos, casados entre si: um entre o proprietário e o fundo, partindo da caracterização de sua respectiva área; e outro entre a Iniciativa Verde e o fundo, pelo período de 30 anos. No primeiro ano, a Iniciativa Verde será responsável pela implantação do programa na região do Vale do Paraíba e nos anos seguintes, responsável pelo acompanhamento do andamento do mesmo durante a vigência do contrato.

Perfil dos técnicos da Iniciativa Verde - Francisco Maciel - Graduado em Engenharia elétrica pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Mestre em Energias Renováveis e Meio Ambiente pela Universidade de São Paulo - USP. Doutorando em Energias Renováveis e Mecanismo de Desenvolvimento Limpo. Escola Politécnica da USP. Responsável pela implantação dos projetos e calculo. Hoje Francisco tem um programa semanal no canal TV Clima Tempo, onde trata de assuntos relacionados a questões ambientais e mudanças climáticas.

Carlos Paletta - Graduado em Engenharia Mecânica pela Fundação Armando Alvares Penteado - FAAP com especialização em Energy Conservation in Sugar Plants - Advanced International Training Programme. Mestre em Energia, pelo IEE - Instituto de Energia e Eletrotécnica da Universidade de São Paulo. Atualmente Carlos está envolvido no departamento de projetos da Iniciativa Verde e ajudou a desenvolver projetos de neutralização e compensação de gases de efeito estufa - GHG - Greenhouse Gás e Projetos de carbono com a implementação de MDL - Mecanismos de Desenvolvimento Limpo (Clean Development Mechanism - CDM).

Magno Castelo Branco - Biólogo, Doutor em Ecologia e Recursos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos. Desenvolve projetos relacionados à mitigação das mudanças climáticas desde 2003 e é consultor do Banco Mundial no estudo de Cenários de Baixo Carbono para o Brasil e instrutor da Confederação Nacional da Indústria no curso de capacitação em Mecanismo de Desenvolvimento Limpo. Atualmente coordena os projetos de compensação de emissões realizados pela Iniciativa Verde.

Ricardo Dinato - Engenheiro Elétrico formado pela Escola Politécnica da USP, com ênfase em Energia. Atuou com universalização do acesso à energia elétrica, energias renováveis e meio ambiente. É Coordenador do Departamento de Inventários de Emissão de Gases de Efeito Estufa da Iniciativa Verde.