Notícia

Diário GM

Os processos migratórios de trabalhadores rurais do sudeste piauiense para Região Central do Estado de São Paulo

Publicado em 19 outubro 2021

A pesquisadora e socióloga Lidiane Maria Maciel intitulado de “Entre o rural e o urbano: processos migratórios de trabalhadores rurais do Sudeste Piauiense para Região Central do Estado de São Paulo”.

A pesquisa foi realizada no âmbito do Observatório das Migrações em São Paulo (NEPO/IFCH/UNICAMP) e possuí como objetivo central a compreensão das migrações internas de trabalhadores rurais piauienses, alocados na colheita da laranja no interior paulista, e suas espacialidades na cidade do agronegócio citrícola (ELIAS, 2011) de Matão/SP em décadas recentes.

As idas e vindas destes migrantes contribuem para dinamização e retroalimentação de espaços urbanos e rurais pertencentes ao arranjo urbano-rural regional da citricultura (DEMÉTRIO, 2017). Sob este contexto emergem as periferias migrantes, espaços privilegiados da migração dos colhedores de laranja e conectadas diariamente pelos espaços urbanos “do cá” de pequenas e médias cidades do arranjo da laranja em São Paulo; e, pelos rurais “do lá”, das comunidades rurais do Piauí. As estratégias de circulação e manutenção desta mão de obra também se articulam às políticas sociais, como o Programa Bolsa-Família, e aos direitos trabalhistas, via Seguro Desemprego.

Neste sentido, foram analisados os bancos de dados do Cadastro Único para Programas Sociais (MDS) e da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS,MTE) com o propósito de caracterização desse grupo populacional. A tese buscou, em um primeiro momento, demonstrar o protagonismo da mão de obra migrante, interna e internacional, na constituição do mercado de trabalho rural-agrícola paulista, posteriormente foram sistematizadas informações acerca da atual configuração deste mercado, com enfoque aos colhedores de laranja, e a apresentação das espacialidades do arranjo da laranja. Por fim, este estudo se dedicou a apresentação dos espaços da migração (BAENINGER, 2012) da cidade de Matão/SP e de Jaicós/PI por meio de pesquisas de campo, via observação direta, realizadas entre 2010 e 2013.

A pesquisa teve início em 2013 e término em 2016, vinculada ao sistema de Bolsa de Estudos da Fapesp, visou discutir os processos migratórios entre trabalhadores rurais migrantes. Toma como objeto os trabalhadores rurais da colheita da laranja e do corte da cana-de-açúcar migrantes do sudeste Piauiense e moradores de bairros considerados “periféricos” ou pobres da Região Administrativa Central de São Paulo. Tem como objetivo reconstruir os percursos desses trabalhadores rurais migrantes considerando a maneira como (re) constroem suas identidades sociais. Utilizar-se-á abordagens metodológicas da história oral e biografias migratórias a fim de captar as relações sociais que se estabelecem na saída, no percurso, na chegada e na curta permanência em SP. Análises quantitativas também serão consideradas, em especial aquelas informações que o censo demográfico de 2010 permitem identificar para o caso destes trabalhadores.

No youtube e redes sociais é possível encontrar vários de trabalhadores nordestinos na colheita de laranjas.

Passados 5 (cinco) anos após conclusão da pesquisa, entre os meses de Abril a julho de 2021 mesmo em meio a pandemia vários piauienses por falta de oportunidades na região dirigiram-se a região de Matão/SP e São Manuel/SP para trabalhar na colheita de laranjas em mais um período de safra da laranja e de seca e estiagem na região sudeste piauiense, principalmente os moradores das cidades de Jaicós, Massapê do Piauí, Belém do Piauí e outras cidades na circunvizinhança, todos os anos cerca de 4.000 pessoas da região migram para trabalhar na colheita de laranja no interior do estado de São Paulo em busca de oportunidades para sobrevivência pessoal e de suas famílias.

Como essa matéria da TV Gallo Jaicós, de uma partida dessas, 27/05/2021, conforme vídeo em redes sociais da TV Gallo https://pt-br.facebook.com/tvgallo1/videos/191340079524187/ e inúmeras outras matérias que é possível encontrar numa busca nos portais da região.

Tema esse que já foi objeto de outras pesquisas em temas de dissertações, mestrados e doutorados de diversos pesquisadores de faculdades da região Sul/Sudeste, neste 19 de outubro, Dia do Piauí, façamos uma reflexão sobre essa realidade dos trabalhadores da região.

Como exemplo essa dissertação de Mestrado de Giovana Goncalves (unicamp.br) com título de Entre o partir e o chegar: Os trabalhadores rurais migrantes em Matão/SP.

Com informações Fapesp, Unicamp, CSP CONLUTAS, EPTV, e TV Gallo.