Notícia

Folha de S. Paulo

Opositora do uso de embrião erra currículo

Publicado em 05 julho 2007

Por EDUARDO GERAQUE
Documento descrevia ativista anticélulas-tronco como bolsista da Fapesp; cientista nega erro por má fé A biomédica que inspirou a Procuradoria Geral da República a questionar a lei que libera o uso de células-tronco embrionárias informou de modo errado que era bolsista da Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).Lilian Eça admitiu ontem à Folha que errou ao preencher seu próprio currículo no banco de dados do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), mas nega tê-lo feito com [...]

Conteúdo na íntegra disponível para assinantes do veículo.