Notícia

JC e-mail

Odenildo Sena é o novo presidente do Confap

Publicado em 19 março 2007

Por Bianca Torreão, Gestão C&T On-line

O Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa (Confap) elegeu seu novo presidente Odenildo Sena, diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam)

A eleição realizou-se na sexta-feira, durante a reunião interna do Confap, em Brasília.
A vice-presidência ficou a cargo do atual presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso (Fapemat), Antônio Carlos Camacho. Os membros eleitos cumprirão um mandato de um ano, de acordo com o estatuto da entidade.
Em entrevista ao "Gestão C&T online", o novo presidente afirmou que uma das suas prioridades será a consolidação do trabalho que já vinha sendo realizado na gestão anterior do Confap.
Ele ainda disse que atuará para que o conselho seja uma instituição cada vez mais transparente e de decisões coletivas, de forma que qualquer questão articulada entre a direção da entidade seja imediatamente compartilhada com as FAPs.
Sena também avaliou de forma positiva o processo de transformação do antigo Fórum das Fundações de Amparo à Pesquisa em Conselho. "Na condição de fórum, não tínhamos representatividade alguma, a exemplo da nossa participação em comissões e conselhos. No formato do Confap, passamos a ter essa representação formal."
Na sua opinião, hoje, a falta de autonomia administrativa é o maior problema de grande parte das fundações de amparo à pesquisa do país.
"Se uma FAP tem um orçamento, vamos supor, pequeno, de R$ 1 milhão, mas tem liberdade para executá-lo, como tem a Fapesp e a Fapemig, você se planeja para investir esse valor em pesquisa e em formação de recursos humanos e de fato investe. O problema é você ter R$ 70 milhões, se planejar e ter dificuldades para executar aquilo", exemplificou.
Sena também disse acreditar que será necessário um esforço muito grande para que o Confap comece a se aproximar dos governadores. Na sua opinião, é preciso fazer com que eles percebam a "extrema necessidade" de que FAPs existam e funcionem independentemente de sair um governador e entrar outro.
Odenildo Sena é graduado em Letras pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e mestre e doutor em Lingüística Aplicada ao Ensino de Línguas pela PUC/SP.
Mais informações sobre o Confap pelos fones (61) 3411-5696 e 3411-5697.

(Gestão C&T, 583)