Notícia

Biblioteca FMUSP

O vírus e a perda de olfato

Publicado em 07 junho 2021

Uma equipe de pesquisadores do Instituto Pasteur, em Paris, na França, que inclui o brasileiro Guilherme Dias de Melo, constatou que a anosmia, a perda do olfato, que acomete até dois terços dos indivíduos com COVID-19, decorre tanto da ação direta do Sars-CoV-2 quanto da inflamação ocasionada pelo coronavírus no sistema olfatório.

A análise de amostras do epitélio olfatório, o tecido responsável pela percepção olfativa, de sete pessoas apontou que o Sars-CoV-2 afeta os neurônios que detectam as moléculas de odor. Consequentemente, parte das células do epitélio olfativo morre e o tecido que reveste a porção posterior com a multiplicação do coronavírus.

Acesse o estudo em Science Translation Medicine: https://buff.ly/3vZ5HSJ

Leia a matéria na íntegra em Pesquisa FAPESP: https://buff.ly/2Rw03IM

Fonte: LIM FMUSP