Notícia

Integração Científica

O Timo na Resposta Imune

Publicado em 16 abril 2017

Há 10 anos, já se sabia que doenças autoimunes, como Diabetes tipo 1, Lúpus, Artrite Reumatóide e Vitiligo, resultavam de mutações prejudiciais ou de uma atividade irregular de um gene nas células do Timo, o Aire (autoimune regulador), que possui a função de produzir proteínas que selecionem as células de defesa, impedindo que elas ataquem as células do corpo.

 

Antes visto apenas como um local de maturação de linfócitos T, o Timo, atualmente, é visto como um órgão essencial para a defesa do organismo. O gene Aire produz uma proteína de mesmo nome, que atua intensamente nos núcleos das células desse órgão, controlando a produção de diversas proteínas do próprio corpo, como Insulina e Colágeno. Pesquisadores citam que é como se o timo tivesse uma ‘’biblioteca de proteínas do corpo’’. Essas proteínas são, então, apresentadas aos linfócitos T, os que reconhecerem e atacarem essas proteínas são eliminados antes de migrarem para a corrente sanguínea.

 

No entanto, distúrbios no funcionamento e mutações desse gene podem prejudicar a seleção de linfócitos T, que acabam por reconhecer proteínas importantes do nosso corpo como antígeno invasores, destruindo-as, como, por exemplo, células produtoras de Insulina.

 

A proteína do gene Aire pode atuar também no citoplasma das células do Timo, favorecendo ou prejudicando a defesa contra microrganismos causadores de doenças. No citoplasma, essa proteína ativa a Dectina-1, essencial para ativar a atividade dos macrófagos, que reconhecem e atacam certos invasores, entre eles, o fungo Candida Albicans. Logo, a proteína Aire também age estimulando a imunidade inata.

 

Portanto, talvez seja no Timo a causa e a saída para resolver a cura de diversas doenças.

Revista Fapesp – Ed. 223 – Carlos Fioravanti – Setembro 2014

Artigos Científicos:

OLIVEIRA, E. H. et al. Expression profile of peripheral tissue antigen genes in medullary thymic epithelial cells (mTECs) is dependent on mRNA levels of autoimmune regulator (Aire). Immunobiology. v. 218, n. 1, p. 96-104. 2013.

 

IRLA M. et al. ZAP-70 Restoration in mice by in vivo thymic electroporation. PLoS ONE. v. 3, n. 4, e2059, 2008.

 

PEDROZA L. A. et al. Autoimmune regulator (Aire) contributes to Dectin-1-induced TNF-α production and complexes with caspase recruitment domain-containing protein 9 (Card9), spleen tyrosine kinase (Syk), and Dectin-1. Journal of Allergy and Clinical Immunology. v. 129, n. 2, p. 464-72. 2012.