Notícia

JC e-mail

O que revela o fator de impacto da produção científica?

Publicado em 10 julho 2012

Rogério Meneghini, do Programa SciELO, é o convidado do Ciclo de Colóquios CBPF de hoje (10).

Empregado na comparação entre periódicos de uma mesma área, a determinação do Fator de Impacto (FI) permite ranquear - pelo número médio de artigos científicos citados - a relevância de um determinado periódico em uma área específica: são considerados mais importantes em dada área aqueles com maior FI. Ainda que bem estabelecida com tal propósito, a utilização desse índice na avaliação de indivíduos ou comunidades de dimensões limitadas tem sido alvo de discussão.

Um dos criadores e coordenador científico do Programa SciELO, Rogério Meneghini, convidado do Ciclo de Colóquios CBPF nesta terça-feira (10), abordará as implicações do emprego do Fator de Impacto de periódicos na medição do desempenho científico de indivíduos e instituições, trazendo como estudo de caso as instituições brasileiras de pesquisa em física, bem como as críticas e propostas voltadas para a avaliação de cursos de pós-graduação.

Rogério Meneghini é graduado em química com doutorado em bioquímica pela USP e pós-doutorado no National Institute of Environmental Health Sciences-NIH e na Universidade de Stanford. Trabalhou em pesquisa nas áreas de bioquímica e biologia molecular e foi um dos pioneiros no estudo da participação de íons de ferro nas alterações estruturais celulares produzidas por agentes oxidantes. Publicou cerca de 86 trabalhos internacionais nesses assuntos. Foi criador e Diretor do Centro de Biologia Molecular Estrutural do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron, em Campinas, onde acompanhou o trabalho de várias jovens lideranças em biologia molecular estrutural que se associaram à instituição.

Desde cedo se dedicou ao estudo de comunicação científica e da ciência brasileira sob vários aspectos, desde avaliação até mensuração com indicadores e suas possibilidades de aplicação em política científica. Dirigiu os trabalhos de avaliação da USP (1993-1998), foi adjunto da Diretoria Científica da Fapesp (1993-2005) e foi co-criador do projeto SciELO de revistas científicas que em fevereiro de 2012 englobava 16 países e 910 periódicos. Com este novo foco, publicou 20 artigos completos em periódicos (7 internacionais), 5 capítulos de livros e 30 artigos em revistas e jornais de alta e média circulação. Em 2001, Meneghini recebeu a comenda de Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico.

Fator de Impacto, um indicador para avaliar periódicos científicos, não indivíduos ou instituições é o tema do último encontro do Ciclo de Colóquios CBPF neste semestre. O Programa retorna no dia 14 de agosto, trazendo a pesquisadora Ana Maria Ribeiro de Andrade, do Museu de Astronomia (Mast), que participa de colóquio em comemoração aos 50 anos da Pós-graduação do CBPF.

Mais informações no site www.coloquioscbpf.blospot.com.

(Ascom do CBPF)