Notícia

O Estado (CE) online

O par de sapatos de 5,5 mil anos

Publicado em 12 julho 2010

O par de sapatos de couro mais antigo de que se tem notícia, foi encontrado em notável estado de preservação em uma caverna, situada na província de Vayotz Dzor, próxima à fronteira com o Irã e com a Turquia. A pesquisadora Diana Zardaryan, do Instituto de Arqueologia e Etnologia da Armênia, encontrou os calçados quando fazia seu pós-doutorado em 2008. Segunda Zardaryan, eles foram feitos a partir de um corte único de couro, no tamanho exato para envolver os pés do dono.

As condições da caverna - seca, fria e com ambiente estável - permitiram a conservação de diversos registros de interesse arqueológico.Com 24,5 centímetros de comprimento (equivalente ao tamanho 36 no Brasil), as peças podem ter sido usadas por mulheres ou mesmo homens, uma vez que se encaixam nos tamanhos dos representantes do período Calcolítico, segundo o grupo internacional de arqueólogos responsável pela análise. No Calcolítico ou "era do cobre",surgem os primeiros indícios de metalurgia, cujo domínio técnico exige uma especialização.

Os cientistas encontraram resíduos de grama no interior dos calçados, que poderiam ter servido para que as peças não perdessem seu formato ou para manter os pés aquecidos. Além disso, o chão da caverna foi coberto por uma camada espessa de fezes de ovelha, que "selaram" as peças, ampliando ainda mais suas condições de preservação.

O artigo First Direct Evidence of Chalcolithic Footwear from the Near Eastrn Highlands, de Ron Pinhase, publicado na revista PLoS ONE, pode ser lido em http://dx.plos.org/10.1371/journal.pone.0010984.

Fonte: Agência Fapesp