Notícia

ABC - Academia Brasileira de Ciências

O futuro pós-pandemia

Publicado em 29 setembro 2020

Lafer foi ministro de Relações Exteriores e ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio em 1992.

“O mundo das relações internacionais pós-pandemia e os desafios da diplomacia brasileira”

Graduado em direito pela Universidade de São Paulo (USP), cursou mestrado e doutorado em ciência política na Universidade de Cornell, nos EUA. Obteve a livre-docência em direito internacional público na USP, onde foi professor titular de filosofia do direito (1988-2011), quando se aposentou. É Doutor Honoris Causa de diversas universidades ao redor do mundo.

É presidente do Conselho do Museu Lasar Segall e da Fundação Cultural Ema G. Klabin. Preside, ainda, o Conselho Deliberativo da União Brasileiro-Israelita do Bem Estar Social (Unibes) e o Conselho Consultivo do Hospital Israelita Albert Einstein . É membro da Corte Permanente de Arbitragem Internacional de Haia desde 2002.

Foi presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp, 2007-2015).

Como embaixador, chefiou a Missão Permanente do Brasil junto às Nações Unidas e à Organização Mundial do Comércio (OMC), em Genebra. Foi presidente do Órgão de Solução de Controvérsias da OMC.

Lafer recebeu o Prêmio Jabuti (1989), o Prêmio da APCA na área Biografia/Memória (2013) e o Prêmio Moinho Santista da Fundação Bunge, na área de Relações Internacionais (2001).

É membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e da Academia Brasileira de Letras (ABL).

HELENA B. NADER

“O futuro da saúde: uma visão global”

É vice-presidente da Academia Brasileira de Ciências e co-presidente da Rede InterAmericana de Academias de Ciências (IANAS, 2019-2021).

É professora titular da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) desde 1989, onde obteve o bacharelado em ciências biomédicas e o doutorado em biologia molecular. Fez a licenciatura em biologia pela Universidade de São Paulo (USP) e estágio de pós-doutorado pela University of Southern California, com bolsa da Fogarty (NIH).

Seus trabalhos envolvem glicoquímica e glicobiologia, estando voltados para o estudo da estrutura e função biológica de proteoglicanos, em especial de heparina e heparam sulfato, com especial ênfase a função desses compostos na hemostasia, no controle da divisão celular e na transformação celular.

Nader atuou como professor visitante em instituições nos EUA e na Itália. Exerceu várias funções de gestão acadêmica. É membro de diversos Conselhos e assessora de diversos periódicos nacionais e internacionais.

É membro da Academia de Ciências de São Paulo (Aciesp), da Academia de Ciências da América Latina (ACAL) e da Academia Mundial de Ciências (TWAS, na sigla em inglês).

Recebeu diversas honrarias, dentre as quais a Comenda e a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico, do governo brasileiro; Classics in Cell Biology, da Sociedade Brasileira de Biologia Celular (SBBC), 2018; Science Service Award, Federação de Sociedades de Biologia Experimental (Fesbe), 2018; Ordem do Mérito Naval, grau Comendador do quadro Suplementar, Marinha do Brasil, 2018; Grão-Mestre da Ordem Nacional do Mérito Educativo, da Presidência da República, 2018; entre outros.

É presidente de honra da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), que presidiu por nove anos.

MARCO LUCCHESI

A cultura: um projeto de unidade

É presidente da Academia Brasileira de Letras e professor titular de literatura comparada na Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Formou-se em história pela Universidade Federal Fluminense (UFF), obteve os títulos de mestre e doutor em ciência da literatura pela UFRJ e fez pós-doutorado em filosofia da renascença pela Universidade de Colônia, na Alemanha.

É professor-visitante da Fiocruz e em universidades da Europa e América Latina. Recebeu o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Tibiscus, em Timisoara (2016) e pela Universidade Aurel Vlaicu, em Arad, ambas na Romênia (2020).

Desenvolve projetos literários e educativos em comunidades, associações comunitárias, escolas e prisões cariocas. Vem organizando intercâmbios culturais da ABL com escolas, hospitais, bibliotecas, instituições socioeducativas e com a Marinha do Brasil, através de visitas e palestras seguidas de doação de livros e de computadores. Também tem realizado acordos internacionais com outras academias e instituições de cultura, como a Academia Alemã de Linguagem e Poesia, a Academia Nacional de Lincei, na Itália, e a Real Academia Galega.

Integra diversos Conselhos de revistas literárias. Atuou como coordenador geral de Pesquisa e Editoração da Biblioteca Nacional e foi membro do Conselho Nacional de Política Cultural do Ministério da Cultura.

É colunista de vários jornais e revistas. Foi o responsável pela grande exposição “Biblioteca Nacional 200 anos: uma defesa do infinito”, curador da exposição: “Rio de Janeiro 450 anos, uma História do Futuro” e sobre o gênio de Leonardo da Vinci, com a mostra “Alma do Mundo: Leonardo 500 anos”.

É membro de diversas instituições, como a Academia das Ciências de Lisboa; a Academia Lucchese de Ciências, Letras e Artes; a Academia Paraguaia da Língua Espanhola; o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro e a Sociedade Brasileira de Geografia, dentre muitas outras.

Dentre os diversos prêmios e títulos que recebeu, destacam-se o Prêmio Jabuti, do Brasil; o Prêmio Marin Sorescu, da Romênia; o título de Cavaleiro da República Italiana e o Prêmio Alceu Amoroso Lima pela obra poética.

O evento tem tradução simultânea e oferece certificado de participação.