Notícia

Blog Neoprospecta

O futuro das tecnologias baseadas em microbioma

Publicado em 29 julho 2020

Por Neoprospecta

Primeiramente, o que é microbioma?

Para falar sobre microbioma, precisamos também falar sobre microbiota. A microbiota envolve o conjunto de microrganismos vivos presentes em determinado ambiente. Já o microbioma inclui tanto os microrganismos presentes como o seu “teatro de atividades”, ou seja, todas as moléculas por eles produzidas, incluindo elementos estruturais e metabólitos (BERG et al., 2020). A definição de microbioma vai além de um conjunto de microrganismos presentes em determinado ambiente, envolve todas as funções que estes microrganismos desempenham no meio (FAPESP, 2020).

O microbioma dos alimentos e a importância do seu estudo

Quando falamos de microbioma de alimentos, é importante entender que essa relação está diretamente ligada com a qualidade e segurança dos alimentos. As comunidades microbianas podem ser tanto benéficas quanto maléficas aos alimentos. As benéficas são responsáveis pelas características reológicas e organolépticas de produtos fermentados, por exemplo. Já as maléficas são indesejáveis nos alimentos, uma vez que comprometem a sua qualidade e segurança (FILIPPIS; PARENTE; ERCOLINI, 2018).

O estudo do microbioma vem contribuindo para superar as limitações que a microbiologia clássica possui. Entre essas limitações podemos citar a sua baixa sensibilidade e a dificuldade de reprodução em laboratório das condições de crescimento do habitat natural. Sendo assim, técnicas baseadas no material genético extraído da matriz alimentar colaboram para a superação destas limitações, que por vezes ocasionam a subestimação da diversidade de microrganismos presentes (FILIPPIS; PARENTE; ERCOLINI, 2018).

Técnicas de biologia molecular, genômica, sequenciamento de DNA e bioinformática são utilizadas para a caracterização do microbioma. Estes métodos permitem uma identificação precisa dos microrganismos presentes e suas interações ambientais (NEOPROSPECTA, 2017).

Tecnologias baseadas em microbioma

O estudo do microbioma vem sendo amplamente explorado e diversas pesquisas estão surgindo sobre o tema.

Um artigo recente, publicado na revista Microbiome, reuniu especialistas de diferentes instituições para definir o conceito de microbioma. Entre elas encontra-se o Genomics for Climate Change Research Center (GCCRC), um centro de pesquisa brasileiro. Segundo o líder da equipe de microbioma do centro, o GCCRC pretende utilizar o microbioma para melhoria da performance agrícola de plantas, aumentando a produtividade e reduzindo o uso de fertilizantes, de forma segura tanto para o ambiente quanto para os consumidores (FAPESP, 2020).

Uma outra aplicação das análises de microbioma está relacionada com o aumento do shelf-life dos produtos.

Pesquisas envolvendo microbioma possuem como objetivo a promoção de melhorias para a saúde de humanos, animais e plantas, bem como a melhoria do ecossistema como um todo. O aumento do número de dados disponíveis sobre os microbiomas permite maior conhecimento da utilização dos mesmos no aumento da produtividade (BERG et al., 2020).

As tecnologias baseadas em microbioma possuem um potencial promissor em diferentes campos de aplicação.

Referências

BERG, G. et al. Microbiome definition re-visited: old concepts and new challenges. Microbiome, v. 8, n. 103, p. 1-22, 2020.

Entenda o que é microbioma. Neoprospecta, 2 de out de 2017. Disponível em: . Acesso em: 29 de jul de 2020.

FILIPPIS, F.; PARENTE, E.; ERCOLINI, D. Recent Past, Present, and Future of the Food Microbiome. Annual Review of Food Science and Technology, p. 589-608, 2018.

Tecnologias baseadas em microbioma devem movimentar mercado de bilhões de dólares. Agência FAPESP, 20 de jul de 2020. Disponível em: . Acesso em: 29 de jul de 2020.

O post O futuro das tecnologias baseadas em microbioma apareceu primeiro em Blog Neoprospecta.