Notícia

Blog Infectologia em Geral

O alarme dos macacos

Publicado em 15 janeiro 2018

http://revistapesquisa.fapesp.br/2018/01/11/o-alarme-dos-macacos/?cat=capa

Para entender o papel da vigilância de epizootias de febre amarela em primatas não humanos e sua importância na saúde pública. (Clique na foto para acessar o link da Fapesp)

Nas três últimas semanas de dezembro de 2017, o ecólogo Márcio Port Carvalho, pesquisador do Instituto Florestal de São Paulo, recolheu 65 bugios-ruivos (Alouatta guariba clamitans) mortos pelo vírus da febre amarela no Horto Florestal, parque estadual na zona norte da capital paulista, com outros biólogos e equipes da Guarda Civil Metropolitana e da Polícia Ambiental. “Praticamente todos os bugios do Horto morreram. Conhecíamos todos os 17 grupos”, conta ele. Para os seres humanos, o vírus da febre amarela pode ser fatal, mas pode ser detido pela vacinação. Para os macacos, para os quais não há vacinas, está sendo catastrófico.…