Notícia

Correio Popular online

Novo reitor da Unicamp é empossado

Publicado em 20 abril 2005

Com o auditório do Centro de Convenções lotado de autoridades civis, militares, políticas e eclesiásticas tomou posse na noite de ontem como o novo reitor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o engenheiro de alimentos José Tadeu Jorge, de 52 anos. Até a véspera da posse, ele exercia o cargo de vice-reitor na gestão do físico Carlos Henrique de Brito Cruz, que renunciou após três anos à frente da Reitoria para assumir, por nomeação do governador Geraldo Alckmin (PSDB), a diretoria científica da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).
Na presença também de um número expressivo de docentes, representantes de funcionários, estudantes e de membros do Conselho Universitário (Consu), o ponto alto do discurso de posse do novo reitor foi sua posição contundente contra o projeto de lei da reforma universitária, elaborado pelo Ministério da Educação, e encaminhado à Presidência da República. Para ele, "a reforma dissemina um clima de desconforto, apreensão e intranqüilidade na comunidade acadêmica", disse.
"Trata-se de uma proposta construída sem ter como base um processo de planejamento estratégico que analise toda a estrutura de ensino do País e, mais especificamente, as reais condições e necessidades do ensino superior", disse ele.
O novo reitor afirmou ainda ser óbvio que a qualificação da educação deve, necessariamente, iniciar-se pelo ensino fundamental, seguindo-se a preocupação de dar qualidade ao ensino médio e ao ensino técnico.
Ao abordar as metas de sua gestão Tadeu Jorge citou a busca de formas adequadas de ampliação da oferta de vagas, a colocação da riqueza da produção cultural da universidade mais ao alcance da sociedade, por meio da utilização dos espaços já disponíveis no campus, além da viabilização do projeto Estação Guanabara e Museu da Ciência, e ações para fazer com que o conhecimento novo gerado na universidade possa chegar à sociedade para o seu próprio benefício. Ele ressaltou ainda a importância do projeto Teia do Saber como contribuição da universidade, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação, na qualificação dos professores docentes do ensino de segundo grau e prometeu a ampliação do mesmo.
Antes do discurso do novo reitor na solenidade de posse, foi dada a palavra pelos organizadores, em cumprimento ao ritual da cerimônia, ao coordenador do Diretório Central dos Estudantes (DCE) Rodrigo Nascimento que, no entanto, não poupou as autoridades presentes e proferiu duras palavras contra a gestão anterior tendo causado constrangimento geral no auditório, que retribuiu as críticas com o mais absoluto silêncio.
Enquanto o aluno discursava, cerca de 50 estudantes da universidade faziam muito barulho e pressão para entrar no recinto já lotado, mas foram impedidos pelos seguranças que alegaram falta de espaço.