Notícia

A Tribuna (Santos, SP) online

Novo navio oceanográfico do Brasil virá ao Porto de Santos

Publicado em 12 abril 2012

O novo navio oceanográfico brasileiro, Alpha Crucis, virá ao Brasil. A embarcação partiu do último dia 30 de março de Seattle, nos Estados Unidos, com destino ao Porto de Santos, onde deverá atracar no próximo dia 10 de maio. O navio passou por reformas na América do Norte nos últimos dez meses.

A embarcação foi adquirida pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) para a Universidade de São Paulo (USP), que ficará responsável pela manutenção e gestão do navio. A aquisição faz parte de um projeto de incremento da capacidade de pesquisa submetido à fundação pelo Instituto Oceanográfico (IO) da USP.

Segundo o diretor do IO da USP, Michel Michaelovitch Mahiques, o navio deverá levar a capacidade de pesquisas oceanográficas a um patamar inédito no Brasil. O país não tinha um navio oceanográfico civil em operação desde 2008, quando o Professor W. Besnard, utilizado desde 1967, sofreu um incêndio e ficou sem condições operacionais de pesquisa.

"O Alpha Crucis proporcionará um imenso salto qualitativo na pesquisa oceanográfica. Uma das razões para isso é que ele tem capacidade para navegar por 40 dias, enquanto o Professor Besnard tinha autonomia limitada a 15 dias. Isso significa que o novo navio poderá fazer estudos em oceano aberto, ampliando nossos limites geográficos de pesquisa", disse Mahiques.

Ele também dispõe de equipamentos que não estavam disponíveis no Professor Besnard, o que melhora as possibilidades de pesquisa.

Com o novo navio também será possível operar um veículo submersível operado remotamente (ROV, na sigla em inglês) de pequenas dimensões.

Chamado anteriormente de Moana Wave, o Alpha Crucis pertencia à Universidade do Havaí, e tem 64 metros de comprimento por 11 metros de largura. O navio tem capacidade para levar 20 pessoas e deslocar 972 toneladas. O custo total da embarcação, incluindo a reforma, foi de US$ 11 milhões.