Notícia

Correio da Paraíba

Novo método genético permite avanço no diagnóstico antecipado

Publicado em 17 julho 2007

São Paulo (Fapesp) - Pesquisadores norte-americanos desenvolveram um método para detectar atividade de certos genes em níveis extremamente baixos, o que pode ajudar a diagnosticar doenças antes do surgimento de sintomas mais claros.

À medida que um tecido fica doente, acontecem mudanças nos níveis de expressão de centenas ou milhares de genes. Essas mudanças são refletidas nas moléculas de RNA mensageiro — pequenas fitas de material genético que carregam as instruções dos genes para o restante da célula. A equipe de Jae Bum Kim, da Harvard Medical School (EUA), criou uma tecnologia que detecta essas moléculas com enorme sensibilidade. A técnica, batizada de PMAGE, é capaz de acusar a presença de apenas uma dessas seqüências de RNA por três células.

Como teste, os cientistas aplicaram o método em camundongos com cardiomiopatia hipertrófica, doença que faz com que o músculo cardíaco que forma as paredes dos ventrículos fique mais espesso. Nas cobaias, os autores identificaram mudanças ínfimas na expressão de alguns genes antes que surgisse qualquer sinal de danos ao coração.