Notícia

Revista Museu

Novo Arquivo Público do Estado de São Paulo

Publicado em 12 dezembro 2009

O Arquivo Público do Estado de São Paulo estará de casa nova em 2010. A construção do novo edifício começou este mês. O prédio terá 23 mil metros quadrados de área construída e capacidade para abrigar 90 mil metros lineares de documentação sobre a história de São Paulo. As atuais dependências da instituição também passarão por ampla reforma.

Segundo o Arquivo Público do Estado, a previsão de término da obra é para dezembro de 2010. O investimento é de R$ 66,8 milhões.

Trata-se do primeiro prédio projetado no país especificamente para um arquivo de grande porte. É inovador, também, por prever um edifício vertical de grande capacidade, o que comprova a viabilidade de construção de edifícios de arquivo em áreas de baixa disponibilidade de terrenos, cenário típico dos grandes centros urbanos, disse o coordenador do Arquivo Público do Estado, Carlos de Almeida Prado Bacellar.

O projeto de reforma e ampliação atende a uma série de demandas técnicas acumuladas ao longo das últimas décadas. Diagnóstico recente da administração pública paulista demonstra que mais de 900 quilômetros lineares de documentos acumulam-se desordenadamente por todo o Estado.

Com o novo edifício, parte substantiva da documentação de guarda permanente poderá ser recolhida, tratada e aberta à consulta. Estaremos multiplicando por dez o volume de acervo disponibilizado ao público, disse Bacellar.

Os depósitos para a guarda de acervo terão climatização controlada e prevenção de infestações por pragas. Haverá depósitos especialmente construídos para a guarda de documentos iconográficos e cartográficos, com mobiliário adaptado e climatização específica para cada tipo de suporte. Além disso, serão construídos novos laboratórios de preservação, restauração, microfilmagem e digitalização de documentos.

Hoje, o Arquivo Público tem capacidade restrita a 25 atendimentos simultâneos. Com o novo prédio, a capacidade de atendimento no salão de consultas será quadruplicada. Além disso, serão oferecidos três espaços de atendimento coletivo que possibilitarão a pesquisa em grupo, sem incomodar os pesquisadores individuais. O edifício vai abrigar ainda um auditório, um espaço expositivo, uma livraria e um café, além de toda a sua estrutura administrativa.

O novo prédio estará localizado no mesmo espaço do atual Arquivo Público, na Rua Voluntários da Pátria, 596, no bairro de Santana, ao lado do terminal rodoviário do Tietê.

O Arquivo Público do Estado de São Paulo mantém sob sua guarda aproximadamente 6 mil metros lineares de documentação textual permanente, 17 mil metros de documentação intermediária, 900 metros de material iconográfico, grande quantidade de jornais e revistas e uma biblioteca de apoio à pesquisa com 45 mil volumes.

Mais informações: www.arquivoestado.sp.gov.br

Fonte: Agência FAPESP