Notícia

Revista Viva Saúde online

Novembro Azul: alimentação equilibrada pode auxiliar na prevenção contra o câncer de próstata; veja quais são os alimentos

Publicado em 04 novembro 2021

Uma pesquisa publicada na revista Cancer Epidemiology mostrou que hábitos não saudáveis são fatores de risco para pelo menos 20 tipos de câncer

Assim como muitos meses possuem uma cor para campanhas de saúde, novembro é o mês da cor azul. A iniciativa mundial é alertar e conscientizar o grupo do sexo masculino da importância de prevenir a doença, que se torna mais comum após os 40 anos. Conforme o Instituto Nacional do Câncer (INCA), estima-se que mais de 65 mil pessoas sejam diagnosticadas com a doença até o fim de 2021.

“O câncer de próstata ocorre quando há uma multiplicação desordenada das células da próstata, culminando em tumor maligno que pode acometer apenas a glândula ou se estender local ou sistemicamente, que é o caso das metástases”, explica a endocrinologista e metabologista da Universidade de São Paulo (USP), Dra. Paula Pires.

Esse é o segundo câncer que mais atinge os homens e, de acordo com o INCA, é responsável por 15 mil mortes por ano. Ao longo da vida, o que pode ter influência no desenvolvimento do câncer de próstata é justamente a alimentação. “Uma boa nutrição pode reduzir a incidência de câncer de próstata e ajudar a reduzir o risco de progressão do câncer de próstata. Existem muitos estudos de estilo de vida sendo conduzidos para entender melhor como a dieta e o câncer de próstata estão relacionados”.

Uma pesquisa publicada na revista Cancer Epidemiology apontou que a adoção de hábitos saudáveis poderia evitar 27% dos casos de câncer no Brasil todos os anos, o equivalente a 114 mil. O estudo realizado pelo Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP), da Harvard University, nos Estados Unidos e com apoio da FAPESP mostrou que o tabagismo, consumo de álcool, excesso de peso, alimentação desequilibrada e sedentarismo são fatores de risco para ao menos 20 tipos de câncer. “As diferenças na dieta e estilo de vida podem ser responsáveis pela variabilidade das taxas de câncer de próstata em diferentes países”, diz a endocrinologista.

Para auxiliar na saúde da próstata, a Dra. Paula cita alguns hábitos alimentares que devem ser incluídos na dieta:

Frutas;

Vegetais;

Legumes e saladas;

Leguminosas;

Grãos;

Alimentos ricos em fibras;

Limitar os açúcares.

“Há evidências consistentes de que dietas ricas em frutas e vegetais estão associadas a riscos reduzidos de muitos tipos de câncer. Embora os resultados para o risco de câncer de próstata ainda não sejam conclusivos, eles são promissores”, comenta a médica. “Homens que consumiram pelo menos 28 porções de vegetais por semana tiveram um risco reduzido de câncer de próstata em comparação com aqueles que comeram menos de 14 porções por semana”.

Ainda, endocrinologista fala que existem algumas evidências de que os vegetais podem estar associados à redução do risco de câncer de próstata, “particularmente vegetais crucíferos como brócolis, couve-flor, repolho, couve”. Além disso, ela lembra a importância de praticar exercícios para auxiliar na manutenção de um peso saudável.

É muito importante procurar um médico urologista para saber quando e como iniciar corretamente os exames preventivos, além de se informar com o profissional sobre sintomas e meios de tratamento.