Notícia

Jornal Primeira Página

Novas tecnologias são apresentadas em conferência na USP

Publicado em 13 maio 2011

Protótipos das tecnologias Nariz Eletrônico, Micro-penetrômetro, Analisador de Café e do sensor Irrigap estão sendo apresentados pela Embrapa Instrumentação, São Carlos (SP), na Ia Conferência Brasileira em Sistemas Embarcados Críticos, que termina hoje, no auditório do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Sistemas Embarcados Críticos (INCT-SEC), na USP São Carlos.

O evento aborda temas como Veículos Aéreos não Tripulados (VANTs), técnicas de visão computacional", e robótica móvel.

NARIZ ELETRÔNICO - O Nariz Eletrônico é um conjunto de sensores para a detecção de gases, desenvolvidos à base de plástico, grafite e polímeros condutores, de baixo custo e descartáveis, aplicados em vários setores, em particular na agricultura. A Embrapa Instrumentação está empregando os sensores em experimentos para investigar o amadurecimento de frutas, como banana.

MICROPENETRÔMETRO - Instrumento automatizado desenvolvido pela Embrapa Instrumentação em parceria com a Unicamp e Unesp para qualificar e quantificar os reais efeitos da compactação do solo. O equipamento é para uso em agricultura de precisão e conservacionista, em laboratório ou no campo. Apresenta benefício econômico e social quanto ao diagnóstico e prognóstico de técnicas de manejo de solo, uma vez que a compactação de solos agrícolas constitui um dos maiores problemas e desafios às práticas sustentáveis e à compactação, devido ao mau uso de máquinas agrícolas ter efeito cumulativo. Entre os efeitos nocivos da compactação estão à diminuição da altura das plantas, sintomas de deficiências nutricionais, susceptibilidade a períodos secos de curta duração, formação de camada impermeável, dificultando a infiltração da água e a aeração do solo, e dificuldade para desenvolvimento vertical das raízes.

ANALISADOR DE ALIMENTOS E CAFÉ (ALI-C) - O equipamento desenvolvido pelo pesquisador Washington Luiz de Barros Melo pode detectar o teor de impurezas no pó de café, torrado e moído, em segundos, indicando, assim, fraudes e adulterações. O princípio de funcionamento é baseado na emissão de ondas térmicas, que detecta a presença de matérias estranhas. O sistema desenvolvido pela Embrapa Instrumentação é de fácil manejo, não é destrutivo, não necessita de tratamento químico da amostra, proporcionando um trabalho rápido, confiável e limpo.

O equipamento foi transferido a Quimis Aparelhos Científicos LTDA, empresa de Diadema, região metropolitana de São Paulo, que vai explorar a patente por 10 anos.

IRRIGAP - É um projeto de "Desenvolvimento de plataforma tecnológica para irrigação de precisão em culturas perenes" desenvolvido com financiamento do Programa de Inovação Tecnológica em Pequena Empresa (PIPE) da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). A pesquisa realizada resultou na criação de sensores para irrigação de precisão e são destinados aos agricultores que realizam manejo com irrigação e citricultores

EVENTO - O evento pretende agregar conhecimentos e competências necessárias para o desenvolvimento de sistemas embarcados críticos. Essa tecnologia é importante para apoiar a melhoria de áreas estratégicas do país, como a de controle do meio ambiente, a de segurança e defesa nacional e a de agricultura.

A conferência tem como objetivo principal ampliar a colaboração da academia e da indústria no ensino, pesquisa e desenvolvimento de sistemas embarcados críticos. Além de palestras e exposição de trabalhos de pesquisadores, o evento contará com a participação de empresas da área. Os autores dos melhores trabalhos apresentados serão convidados a publicá-los em uma edição especial do Journal of the Brazilian Computer Society.