Notícia

Planeta Universitário

Novas Fronteiras da Geopolítica Econômica: Trump, Brasil e América Latina

Publicado em 24 março 2017

O seminário Novas Fronteiras da Geopolítica Econômica: Trump, Brasil e América Latina será realizado no Instituto de Estudos Avançados (IEA) da USP no dia 28 de março de 2017, a partir das 14h30. Segundo o IEA, o evento inaugura uma série de atividades voltada para a formulação de uma nova agenda e cenários globais para políticas de desenvolvimento econômico centradas na digitalização da produção, do consumo e das finanças, sob a coordenação de Gilson Schwartz, professor livre-docente em programa sabático no instituto.

“O foco do debate é a identificação dos novos desafios de longo prazo para a economia e a sociedade na América Latina após a surpreendente vitória de Trump. É urgente rediscutir o modelo de desenvolvimento, não apenas as armadilhas macroeconômicas de curto prazo”, disse Schwartz.

A inovação em suas dimensões financeira, tecnológica e cultural é o elemento norteador do debate. O seminário discutirá o significado do novo populismo em escala global e como a América Latina e o Brasil poderão ajustar-se a essa nova agenda, assim como os riscos macroeconômicos de longo prazo que persistem e dificultam o ajuste no curto prazo.

O seminário é uma parceria do IEA com o Núcleo de Pesquisa em Relações Internacionais (Nupri) e o Grupo de Pesquisa “Iconomia” da USP, marcando o lançamento do portal “Brazilian Investment Link”, que dará continuidade a essa agenda de debates e pesquisas voltadas para cenários de longo prazo na economia mundial em que os países da América Latina alcancem taxas de crescimento mais elevadas e sustentáveis nos próximos anos.

Os expositores serão Otaviano Canuto (Banco Mundial), Demétrio Magnoli (Folha de S. Paulo/GloboNews), Gesner de Oliveira (GO Associados), Octavio de Barros (Instituto República), Marcelo Carvalho (BNP Paribas), Marcelo P. Cypriano (Brazil Investment Link do Nupri USP/Mont Capital), Guilherme Ary Plonski (IEA/FEA/Poli USP), Rafael Duarte Villa (Nupri-USP) e Alberto Pfeifer (IRI-USP).

Mais informações: www.iea.usp.br.

Agência FAPESP