Notícia

UnB

Nova gestão na Sociedade Brasileira de Matemática (SBM)

Publicado em 11 agosto 2021

Por Jaqueline Godoy Mesquita e Paolo Piccione

OPINIÃO

Jaqueline Godoy Mesquita

Professora do Departamento de Matemática da Universidade de Brasília. Eleita vice-presidente da Sociedade Brasileira de Matemática para o biênio 2021-2023. Eleita membro afiliado da Academia Mundial de Ciências (TWAS) e da Academia Brasileira de Ciências (ABC) (2018-2022). Ganhadora do prêmio “Para Mulheres na Ciência” da L’Oréal-UNESCO e ABC na categoria “Matemática” em 2019.

Paolo Piccione

Professor do Departamento de Matemática da Universidade de São Paulo, atual Presidente da Sociedade Brasileira de Matemática. É membro da Academia Brasileira de Ciências desde maio de 2012, membro do Comitê Executivo da IMU - International Mathematical Union, membro da Comissão Especial Regimes de Trabalho (CERT) da USP, membro da Coordenação de Área - Matemática e Estatística da Fapesp. Admitido na Ordem Nacional do Mérito Científico na classe Comendador, área de Ciências Matemáticas, em 2018.

Neste ano de 2021, a SBM completa 52 anos de existência e, ao longo de todo este período, seus dirigentes têm desenvolvido um trabalho primoroso à frente da sociedade, fortalecendo de forma notória a matemática brasileira e tornando-a referência mundial. Entre os principais sucessos das gestões anteriores, cabe destacar a visibilidade que a matemática brasileira tem ganhado no panorama nacional e internacional por meio de diversas ações feitas pela SBM em conjunto com outras associações e com a comunidade brasileira de matemática: a criação e implementação do mestrado PROFMAT, a realização do maior evento de matemática do mundo, o International Congress of Mathematicians, pela primeira vez no hemisfério Sul do globo, o ingresso no grupo 5, considerado grupo de elite, da International Mathematical Union, entre outras ações. O importante reconhecimento da conquista da Medalha Fields, equivalente ao prêmio Nobel em matemática, pelo pesquisador Artur Ávila (IMPA) em 2014, simbolicamente representa o nível de excelência alcançado pela matemática brasileira.

Apesar dos inúmeros avanços feitos ao longo dos anos, o cenário atual urge pelo rápido avanço da ciência, promovendo uma corrida mundial contra o tempo no qual se evidencia cada vez mais a necessidade imperiosa de tornar o desenvolvimento científico e tecnológico prioritário. A pandemia colocou à nossa frente um cenário desolador, onde as desigualdades existentes se acentuaram ainda mais.

Se os obstáculos nos fortalecem e trazem oportunidades para promover mudanças significativas, os avanços e as perspectivas nos dão um alento em tempos tão difíceis. Neste contexto, é com otimismo que acompanhamos o avanço diário da ciência no combate à pandemia, e o constante diálogo entre as diferentes áreas da ciência para construção de alternativas e soluções em tempo recorde. A matemática, por sua vez, tem assumido um protagonismo peculiar dentro deste panorama. Pesquisas em diversas áreas da matemática permitiram a construção de modelos sofisticados que têm norteado muitos países na tomada de decisões para conter a pandemia.

E é neste contexto permeado por incertezas que a nova diretoria da SBM tomará posse em agosto, e terá em suas mãos uma grande responsabilidade e também, a possibilidade de promover mudanças significativas. Entre as metas para o biênio, estão: a modernização das atividades editoriais, a ampliação do diálogo com a comunidade matemática brasileira, parcerias e colaborações com outras sociedades e academias científicas, organização de iniciativas visando melhoria do ensino básico da matemática, promoção de eventos científicos, ações afirmativas em prol da diversidade e inclusão, entre outras.

Para que as atividades propostas sejam exitosas, será de suma importância ter o engajamento ativo de toda a comunidade acadêmica no enfrentamento dos diversos desafios desta nova gestão. Apenas de forma conjunta, será possível o fortalecimento da ciência em âmbito nacional e internacional.

ATENÇÃO – As informações, as fotos e os textos podem ser usados e reproduzidos, integral ou parcialmente, desde que a fonte seja devidamente citada e que não haja alteração de sentido em seus conteúdos. Crédito para textos: nome do repórter/Secom UnB ou Secom UnB. Crédito para fotos: nome do fotógrafo/Secom UnB.