Notícia

Meio & Mensagem online

Nova agência de notícias quer divulgar ciência no Brasil

Publicado em 12 fevereiro 2020

Plataforma Bori vai conectar jornalistas à artigos científicos e seus autores uma semana antes de sua publicação

O jornalismo científico ganha reforço nesta quarta-feira, 12. As jornalistas Sabine Righetti e Ana Paula Morales lançam a Agência Bori, que vai atuar na disseminação de informações e divulgação da produção científica brasileira para os veículos jornalísticos. O projeto conta com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e do Instituto Serrapilheira.

Inspirada em iniciativas internacionais como o Eurekalert e Nature Press, a agência vai conectar os jornalistas com os cientistas brasileiros e seus trabalhos. Ao se inscrever, o profissional terá acesso a artigos de várias áreas do conhecimento cerca de uma semana antes da publicação em revistas científicas. O conteúdo também será acompanhado por dados do autor e informações de sua assessoria de imprensa, já que a ideia é facilitar o contato e a disseminação dos conteúdos.

Antes mesmo de seu lançamento, a Agência Bori já conta com mais de cem profissionais cadastrados. Além das coordenadoras, a equipe do projeto conta com jornalistas, profissionais de TI e um estatístico.

A curadoria do conteúdo da plataforma terá abrangência nacional. Já na primeira leva de artigos distribuídos pela agência de comunicação, instituições como Fiocruz, Embrapa, Universidade Federal de Santa Maria ou Universidade Estadual de Roraima terão trabalhos divulgados.