Notícia

Gazeta Mercantil

Notas

Publicado em 17 novembro 2000

Pesquisadores da Escola de Engenharia de São Carlos conseguiram obter, a partir da casca de arroz, uma sílica 99% pura e com alta reatividade química. Como o método permite, de forma economicamente viável, uma produção em grande escala, um sonho que já dura dez anos poderá se tornar realidade. Com esta sílica extraída do arroz abre-se a possibilidade para que os interessados consigam produzir um cimento de alta qualidade que poderá ser usado em vários setores da construção civil. A quantidade de matéria-prima para o fabrico deste cimento é, hoje, maior que a necessidade do mercado brasileiro. Dos 10 milhões de toneladas de arroz que o Brasil produz ao ano sobram 2 milhões de toneladas de casca que, normalmente, são desprezadas pelos produtores. Deste total, segundo as últimas pesquisas, é possível produzir 400 toneladas de sílica quase totalmente pura. Esta quantidade é suficiente para abastecer o mercado, segundo os técnicos do interior de São Paulo. Além de ser um método eficiente para o fim desejado, ele toma-se também ecológico por utilizar um resíduo agrícola altamente poluente.