Notícia

FAPERJ - Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro

Notas – Semana de 1º a 7 de dezembro de 2016

Publicado em 01 dezembro 2016

Nova alteração do código da GRE para devolução de valores à FAPERJ
Por determinação da Secretaria de Estado de Fazenda – Sefaz/RJ, os códigos de recolhimento (devolução) de valores à FAPERJ e da Unidade Gestora Arrecadadora da Guia de Recolhimento do Estado – GRE serão alterados a partir do dia 05/12/2016. As alterações têm por objetivo facilitar o preenchimento da guia, pelos outorgados, mediante a utilização de um único código de recolhimento disponibilizado, pela Sefaz/RJ, para devolução de qualquer valor à Fundação, independente do momento em que os outorgados receberam o fomento. Mais informações: http://www.faperj.br/?id=3238.3.6

Prorrogado prazo de inscrição no edital Programa de Apoio ao Desenvolvimento da TI
Lançado pela FAPERJ em 13 de outubro, a 5ª edição do Programa de Apoio ao Desenvolvimento da Tecnologia da Informação teve seu período de inscrições – que terminava em 1º de dezembro – prorrogado para 5 de janeiro de 2017. Pela primeira vez o edital contempla a criação de equipamentos e soluções inovadoras para aplicação em cidades inteligentes e sustentáveis. Ao ampliar o projeto, a FAPERJ pretende estimular o desenvolvimento de tecnologia no estado do Rio de Janeiro para gerar mais eficiência nas operações urbanas e aumentar a qualidade de vida de seus habitantes. Mais informações: http://www.faperj.br/?id=3366.3.1

Jacob Palis, do Impa, vence o Prêmio Conrado Wessel de Ciência
A Fundação Conrado Wessel (FCW) anunciou na segunda-feira, 28 de novembro, o nome do matemático e professor do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), Jacob Palis, como vencedor do 15º Prêmio FCW de Ciência. A escolha foi definida a partir de uma lista constituída por centenas de personalidades brasileiras, indicadas por instituições de ensino, pesquisa e cultura de todo o Brasil, convidadas pela Fundação Conrado Wessel. Atual presidente do Conselho Superior da FAPERJ, Jacob Palis foi escolhido pelo conjunto de sua obra ao longo dos anos, que obrigatoriamente deve ter um caráter social. Ele receberá, junto com o prêmio de R$ 300 mil, um certificado oficial e o troféu comemorativo, informou a assessoria de Comunicação da FCW. O julgamento contou com a participação de representantes da Fundação Conrado Wessel e das dez instituições parceiras da Premiação: Academia Brasileira de Ciências (ABC), Academia Brasileira de Letras (ABL), Academia Nacional de Medicina (ANM), Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), Marinha do Brasil e Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC). Na área da Ciência, as premiações já foram concedidas, anteriormente, a José Goldemberg, Luiz Hildebrando Pereira da Silva, Sérgio Rezende, Jorge Kalil, Jairton Dupont, Jérson Lima da Silva, João Fernandes Gomes de Oliveira, Leopoldo de Meis, Ernesto Paterniani, Sérgio Mascarenhas de Oliveira, Ivan Izquierdo, Hisako Gondo Higashi, Wanderley de Souza, Carlos Henrique de Brito Cruz, Isaias Raw, Magno Antonio Patto Ramalho, Luiz Carlos Fazuoli, Jairo Vidal Vieira, Carlos Afonso Nobre, Aziz Ab’Saber, Philip Martin Fearnside, Aldo da Cunha Rebouças, José Galizia Tundisi, Dieter Carl Ernst Heino Muehe e Almirante Alberto dos Santos Franco. Também foram contemplados o Museu Paranaense Emílio Goeldi e o Instituto Agronômico de Campinas. Mais informações: http://www.fcw.org.br

Estatística de Tsallis é tema, nos EUA, de livro da área de engenharia hidráulica
Há cerca de duas semanas, Constantino Tsallis, pesquisador emérito do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), que foi Cientista do Nosso Estado, da FAPERJ, teve uma grata surpresa: tomou conhecimento de um livro inteiramente dedicado a aplicar sua teoria à área de engenharia hidráulica. Recém-lançada, a obra foi escrita por um renomado especialista da área, Vijay P. Singh, professor emérito e titular da cátedra Caroline & William N. Lehrer de engenharia hidráulica, da Universidade do Texas A&M, nos Estados Unidos. Com 443 páginas, Introduction to Tsallis entropy theory in water engineering (CRC Press, 2016) é dividido em 14 capítulos, sendo que os três primeiros estão dedicados a uma “Introdução à Teoria da Entropia de Tsallis”. São, ao todo, quatro seções: Preliminares; Engenharia hidráulica; Hidrologia; e Engenharia de recursos hídricos. No Prefácio, Singh escreve: “Essa teoria [de Tsallis] tem sido aplicada a um vasto espectro de áreas na física e na química, e novos tópicos têm surgido a cada ano. No campo da engenharia hidráulica, os últimos anos têm testemunhado um leque de aplicações da entropia de Tsallis. A literatura mostra que essa teoria tem um potencial enorme”. Até o momento de ser alertado por um colega sobre a existência do livro, o pesquisador emérito do CBPF desconhecia a extensão das aplicações da ‘estatística de Tsallis’ – ou ‘q estatística’, como ele prefere denominá-la – à engenharia hidráulica. Dias depois, ele e Singh trocaram as primeiras mensagens e se apresentaram formalmente. Tsallis é o atual coordenador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Sistemas Complexos (INCT-SC), com sede no CBPF. Mais informações: http://portal.cbpf.br/inct

Professores da Coppe apresentam novas fontes de energia renovável no Museu do Amanhã
Os professores do Instituto de Pós-Graduação e Pesquisa em Engenharia (Coppe/UFRJ) Paulo Emilio de Miranda e Segen Estefen participarão do talk-show “O admirável mundo das novas energias renováveis”, neste sábado, dia 3 de dezembro, às 15h, no Museu do Amanhã (Praça Mauá, 1, Centro). Também participará da mesa o curador do Museu, o físico Luiz Alberto Oliveira. Segundo a Agência Internacional de Energia, carvão, petróleo e gás natural somam cerca de 80% da energia produzida no mundo. “Ainda utilizamos muito combustível fóssil como fonte de energia. Para mudar este quadro e diminuir a dependência destas fontes altamente poluentes, é preciso investir em energia limpa e novas fontes renováveis. O hidrogênio e os oceanos têm bastante potencial para contribuir na diversificação da matriz energética brasileira”, ressalta Paulo Emílio. O professor Segen Estefen abordará o potencial do litoral brasileiro, com 8 mil km de extensão, para geração de energia limpa a partir das ondas do mar e apresentará o protótipo que está sendo construído na região da Ilha Rasa, a 14 quilômetros de Copacabana. O professor Paulo Emílio falará sobre os avanços tecnológicos e as perspectivas de veículos coletivos híbridos movidos a energia elétrica e energia produzida a bordo por pilha a combustível alimentada com hidrogênio. O talk-show é aberto ao público e os jornalistas interessados em cobrir devem enviar mensagem para imprensa@museudoamanha.org.br. O evento faz parte da programação do Simpósio Matéria 2016, presidido pelo professor da Coppe, Paulo Emilio, que está sendo realizado no Museu.

Seminário e publicação lançam olhar para as desigualdades em saúde no Brasil
O Centro de Estudos do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icit), da Fundação Oswaldo Cruz, realiza, na quarta-feira, 7 de dezembro, das 9h30 às 12h30, no Salão de Leitura Henrique Leonel Lenzi - Biblioteca de Manguinhos – campus Fiocruz (Av. Brasil 4.365, Rio de Janeiro), o Seminário Um Panorama das Desigualdades em Saúde no Brasil : resultados da Pesquisa Nacional de Saúde – 2013.  De acordo com os organizadores, ao longo dos últimos meses, diversos pesquisadores vêm se debruçando sobre os resultados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS 2013), que trouxe dados inéditos sobre as condições de saúde, riscos e acesso a serviços pela população brasileira, distribuídos por quatro volumes editados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As análises realizadas foram publicadas em novembro, no suplemento "A Panorama of Health Inequalities in Brazil", do periódico International Journal for Equity in Health. É um abrangente panorama das desigualdades em saúde no Brasil, que traz 14 artigos inéditos, avaliados e publicados por um dos periódicos internacionais mais importantes nessa área. O suplemento foi editado por James Macinko, professor dos departamentos de Ciências da Saúde Comunitária e Gestão e Políticas de Saúde da Universidade da Califórnia em Los Angelas (UCLA), e Célia Landmann Szwarcwald, pesquisadora titular do Icict/Fiocruz, e também uma das responsáveis pela coordenação técnica do estudo da PNS 2013. Dentre os temas abordados nos artigos estão os hábitos de saúde, desigualdades econômicas e limitações funcionais entre a população brasileira, desigualdades na expectativa de vida saudável entre os brasileiros, cobertura e acesso na saúde reprodutiva e maternal, doenças crônicas, acidentes e violências, e desigualdades no acesso a serviços no Brasil. Participam do suplemento pesquisadores de instituições nacionais e internacionais. O lançamento do suplemento será realizado no mesmo dia 7, durante a realização do seminário. Durante a atividade, pelo menos um dos autores de cada artigo irá participar de debate sobre os resultados encontrados. Os resumos de cada artigo serão apresentados pelos editores do suplemento, Célia Landmann Szwarcwald e James Macinko. Ao final da atividade, também haverá uma conversa com o pesquisador Paulo Buss, do Centro de Relações Internacionais da Fiocruz e colaborador da Organização Mundial de Saúde, tendo sido vice-presidente do Comitê Executivo entre 2010 e 2011. Ele irá discutir implicações nas políticas públicas, dentre avanços e desafios a serem enfrentados pelo Estado no campo da saúde. Mais informações e inscrições: https://www.icict.fiocruz.br