Notícia

Esteta

Nobel de Medicina fala em evento na Unicamp

Publicado em 01 novembro 2012

O norte-americano Ferid Murad, prêmio Nobel de Medicina de 1998, foi o palestrante convidado da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Universidade de Campinas (Unicamp) no dia 30 de outubro.

O evento, que integrou as comemorações dos 50 anos da FCM, contou com a presença de professores e estudantes de graduação e pós-graduação que lotaram o auditório para ouvir Murad falar sobre descobertas relacionadas ao óxido nítrico, que levaram a aplicações da molécula do gás no tratamento de doenças cardíacas, impotência e também do câncer.

Murad e seus colegas laureados, Robert Furchgott e Louis Ignarro, ficaram conhecidos como "pais do Viagra", medicamento cujo desenvolvimento teve o óxido nítrico como peça-chave.

"O professor Murad conquistou o Nobel por ter dado uma contribuição importante para a medicina. É muito bom para a Unicamp - para graduandos, pós-graduandos e professores - ter frequentes visitas de pesquisadores de alto nível como ele", disse o reitor Fernando Costa.

Em entrevista ao Jornal da Unicamp, Murad descreveu como o óxido nítrico, antes considerado somente um poluente do ar, acabou se revelando como uma molécula sinalizadora no sistema cardiovascular.

Murad constatou que as drogas vasodilatadoras agem pela emissão de óxido nítrico, que, por sua vez, atua relaxando as células da musculatura lisa dos vasos.

Segundo o professor Mario Saad, diretor da FCM, a ideia da comissão organizadora dos 50 anos da unidade era oferecer aos alunos uma palestra marcante.

"O professor Murad tem amigos aqui no Departamento de Farmacologia, que fez o convite. Para nós, é uma enorme honra que tenha aceitado. Os estudantes da graduação e da pós-graduação assistiram a uma aula ministrada por um cientista que promoveu uma mudança de paradigma na medicina, mostrando a importância de um gás para a dilatação de vasos e como sinalizador no organismo", disse.

Fonte: Agência FAPESP