Notícia

ANPEI

No dia 07 de agosto a ANPEI recebeu em sua sede a reunião do Comitê de Fomento à Inovação, iniciando as agendas do grupo para o segundo semestre

Publicado em 19 agosto 2019

No encontro, para além das discussões dos temas internos do Comitê, foram recebidos o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), que apresentou aos associados o IPT Open Experience, e, ainda, o Centro de Pesquisa e Inovação Sueco-Brasileiro (CISB), que compartilhou algumas de suas iniciativas com o grupo.

IPT OPEN EXPERIENCE

As discussões do dia se iniciaram com Bruno Mira David, da Coordenadoria de Planejamento e Negócios (CPN) do IPT, que apresentou a iniciativa do governo estadual – lançada oficialmente pelo Governador João Dória no dia 31 de julho – e que pretende se consolidar como o maior hub de inovação do país.

De acordo com Bruno, é objetivo do IPT Open Experience oferecer todas as soluções de inovação para os atores do ecossistema de inovação em um único local. O IPT fica hospedado dentro da Cidade Universitária da Universidade de São Paulo (USP).

Para os interessados no programa, serão, a princípio, duas as modalidades de participação. A primeira é pela criação de Centros de Pesquisa & Desenvolvimento, que poderão ser instalados no Instituto, em qualquer área de atuação. A segunda se dará por meio dos hubs de inovação, ambientes que serão criados para endereçar os desafios tecnológicos específicos das empresas, pela interação com startups, pesquisadores, universidades, órgãos de governo e outros atores do ecossistema de ciência, tecnologia e inovação.

O público-alvo do programa, portanto, é bem abrangente e vai desde as startups, até as médias e grandes empresas. Para a participação já foram abertos chamamentos públicos, que podem ser acessados aqui. (https://www.ipt.br/noticia/1540-ipt_open_experience:_como_participar.htm).

O IPT Open Experience faz parte da primeira fase do projeto CITI – Centro Internacional de Tecnologia e Inovação -, que visa ser o mais avançado ambiente de inovação do Brasil, focando no desenvolvimento e aplicação de tecnologias hardtech (alta intensidade) e posicionando o país na competição global.

INOVAÇÃO SUECO-BRASILEIRA

Na sequência da agenda do dia, a Diretora-executiva do CISB, Alessandra Holmo, apresentou o Centro. Criado em maio de 2011, o CISB foi criado para fomentar a cooperação ativa entre organizações industriais, acadêmicas e de governo, buscando soluções para os problemas globais e sociais que não podem ser solucionados em atividades isoladas, mas sim por meio de arenas de redes multissetoriais que trabalham em inovação aberta.

Na prática o CISB atua como uma plataforma de inovação, conectando atores e criando pontes de cooperação. O centro se incumbe de pilotagem de projetos, treinamentos em inovação, promoção de matchmaking, intercâmbio de profissionais, disseminação de informações, dentre outras atividades.

Uma das iniciativas lideradas pelo Centro e compartilhada com os associados foi a chamada pública CISB-Anprotec, para a seleção de startups de base tecnológica com potencial de aplicação no setor aeronáutico e na área de sustentabilidade, com o objetivo de conectá-las à grandes empresas suecas no Brasil, por meio da Iniciativa Corporate Venture Brasil-Suécia.

A Executiva também destacou os vários acordos já assinados entre a Agência Sueca de Inovação (VINNOVA) e entidades brasileiras, como CAPES, FAPESP, SENAI, FAPEMIG, FINEP, CNPq para fomento à inovação em projetos diversos.

Segundo Holmo, estão sendo preparadas novas chamadas de cooperação entre Brasil e Suécia, que tem previsão de abertura ainda em agosto e que respondem ao acordo de parceria estratégica que os países assinaram para acelerar a cooperação em inovação entre organizações da indústria e de pesquisa nos dois territórios.

ATUAÇÃO DA ANPEI FRENTE AOS INTERESSES DAS EMPRESAS BENEFICIÁRIAS DA LEI DO BEM

Além das contribuições dos convidados externos, o Comitê ainda discutiu brevemente sobre as ocorrências no sistema FORMP&D – para declaração de investimentos em inovação tecnológica por parte das empresas beneficiárias da Lei do Bem – e sobre a conquista de extensão do prazo para o cumprimento dessa obrigação legal.

Cumprindo com seu papel representativo junto a empresas e entidades que são responsáveis por parte relevante dos investimentos em inovação de nosso país, a ANPEI havia endereçado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) as demandas por melhorias no sistema e pela postergação de prazo para o envio das informações, pleitos que foram atendidos pelo Ministério.

PRÓXIMAS AGENDAS

O próximo compromisso do Comitê de Fomento à Inovação se dará de maneira transversal, durante a Conferência ANPEI, que ocorrerá entre os dias 25 e 27 de Setembro, em Foz do Iguaçu, momento em que decisores públicos, representantes de empresas, agências do governo e instituições de ciência, tecnologia e inovação (C,T&I) se encontrarão para discutir encaminhamentos de políticas e práticas voltadas à inovação nas empresas e no país.

Conheça a programação da Conferência ANPEI de Inovação 2019 e faça sua inscrição!

O post No dia 07 de agosto a ANPEI recebeu em sua sede a reunião do Comitê de Fomento à Inovação, iniciando as agendas do grupo para o segundo semestre apareceu primeiro em ANPEI.