Notícia

Canavieiros online

Nematóides para controle do Sphenophorus

Publicado em 16 setembro 2020

Instituto Biológico entra na reta final de pesquisa inovadora focada numa das principais pragas da cana-de-açúcar

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento de SP informou hoje que o Instituto Biológico está em processo avançado de desenvolvimento de um produto que poderá controlar até 80% da população de Sphenophorus no sistema radicular de uma soqueira de cana-de-açúcar.

A solução consiste na utilização do nematoide Steinernema rarum como base da solução que ainda não tem dada para ser lançada, isso porque os pesquisadores conseguiram descobrir que uma espécie de nematoide bastante parecida (Steinernema carpocapsae) causa uma infecção natural na população do bicudo dentro da raiz da cana, chamando atenção principalmente por sua habilidade na busca da praga e sem causar danos significativos na planta.

Seu modo de atuação está no fato dos insetos deixarem aberturas na raiz desde a sua oviposição até a saída na fase adulta, o que acaba se transformando numa porta de entrada para o nematoide (que é um organismo do solo) entrar e encontrar o seu alvo.

A diferença entre os “primos” é que o encontrado pelos pesquisadores causa um dano de apenas 30% na população, enquanto o escolhido para o produto extingue quase 80%.

Outros dois pontos positivos da ferramenta biológica é sua facilidade de aplicação, podendo ir na mesma calda com outros produtos químicos e também o fato de ter um amplo espectro de atuação atingindo outras pragas de solo, como a broca gigante e a cigarrinha.

A solução é o resultado de um estudo iniciado há 20 anos, e para sua finalização e adaptação comercial conta com uma parceria entre Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e um empresa da iniciativa privada.