Notícia

Plantão News (MT)

Natura Campus e MIT selecionam propostas para desenvolvimento no Media Lab

Publicado em 26 maio 2014

A Natura, multinacional brasileira de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos, está convidando, por meio do Programa Natura Campus, interessados em gerar inovação e valor compartilhado. O Programa, que promove a articulação de pesquisadores, universitários e interessados em criação e desenvolvimento de ideias e projetos científicos e tecnológicos, lançou, em conjunto com o MIT | Media Lab, uma chamada à rede científica brasileira.

 

Esta ação que reforça a parceria do Programa com Universidades e Institutos de Pesquisa irá viabilizar o desenvolvimento das melhores ideias que tratem da questão: “Como a tecnologia pode unir o produto ao ambiente virtual para ampliar a experiência do consumidor Natura?”.

 

A chamada, que estará aberta até meados de junho, visa ainda promover a ida dos selecionados da rede científica brasileira ao MIT - Massachusetts Institute of Technology para transformar os projetos em realidade.

 

“Para a Natura é uma grande oportunidade de valorizar talentos e propostas inovadoras, além de desenvolver o crescimento sustentável, ampliando o valor dos negócios gerados em nossa rede de relações”, destaca Gerson Pinto, vice-presidente de Inovação da Natura.

 

As propostas selecionadas na chamada serão transformadas em protótipos trazendo soluções tecnológicas para aumentar a experiência dos consumidores, elevando a qualidade e a intensidade das relações, um dos principais pilares da empresa.

 

Para desenvolver os protótipos, a Natura, que é membro do consórcio MIT | Media Lab, promoverá nos dias 4, 5 e 6 de agosto um Hackathon, com duração de 72 horas na sua sede em Cajamar. Durante o Hackathon, os selecionados da rede científica brasileira, os colaboradores selecionados internamente na Natura e os pesquisadores do Media Lab mergulharão em uma experiência de colaboração, cocriação, prototipagem e muita criatividade para desenvolverem projetos que respondam a pergunta-chave da chamada.

 

Os projetos desenvolvidos serão construídos com sugestões do consumidor. No último dia do evento, serão selecionados projetos vencedores e os responsáveis serão premiados com a realização de uma etapa de desenvolvimento de até seis meses no MIT a partir de novembro deste ano.

 

Os colaboradores da Natura que participarem dos grupos de trabalho e que tiverem propostas aprovadas também estarão presentes e acompanharão de perto o desenvolvimento dos projetos no Media Lab.

 

Inscrição:

Os interessados poderão preencher o formulário disponível no portal Natura Campus (www.naturacampus.com.br) e obter o documento descritivo do projeto obrigatoriamente em via eletrônica. Para submeter o projeto, o interessado deverá clicar no link correspondente à chamada “MIT Media Lab |Natura Campus” e preencher todos os campos da inscrição. O período para a submissão das propostas já está disponível online e irá até o dia 11 de junho.

 

Sobre o programa Natura Campus

O programa foi criado a partir da crença da Natura de que o estabelecimento de relações colaborativas é o melhor caminho para a identificação do novo, para a criação e para a melhoria de conceitos, para a geração de conhecimento e para o desenvolvimento de tecnologias. Para isso, a Natura tem como prática o estabelecimento de canais de relacionamento com a comunidade científica.

A partir de 2001, a empresa criou o Programa Natura Campus (www.naturacampus.com.br) devido ao aprendizado gerado com os primeiros projetos em cooperação realizados com instituições de ciência a partir de editais de fomento público envolvendo o CNPq e a FAPESP.

 

Até o momento o Programa já acumulou mais de 50 projetos de pesquisa em parceria com mais de 30 organizações que atuam com desenvolvimento de Ciência e Tecnologia.

 

Atualmente, cerca de 3.500 pesquisadores estão registrados no programa e acompanham as oportunidades de pesquisa colaborativa com a Natura. Além disso, a estruturação de uma rede de conhecimento e competências tecnológicas contribui diariamente para os processos de interação com os pesquisadores da empresa e geram oportunidades por meio de ações de ativação existentes no programa,tais como: chamadas, desafios, interações científicas, workshops, entre outros.