Notícia

IDG Now!

Nanotecnologia terá R$ 71 milhões no Brasil

Publicado em 22 agosto 2005

Os investimentos previstos para o período de 2005-2006 para o setor de nanotecnologia deverão ser da ordem de R$ 71 milhões. Essa meta faz parte do Programa Nacional de Desenvolvimento da Nanociência e Nanotecnologia lançado na sexta-feira (19/8) pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende.

Em cerimônia realizada no Laboratório Nacional de Luz Síncroton, em Campinas (SP), o ministro destacou a retomada dos investimentos no setor. Apenas em 2005, disse Rezende, serão 52 editais lançados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pela financiadora de Estudos e Projetos (Finep). Até 2007, para todas as áreas do conhecimento, serão investidos 716 milhões de reais em pesquisa.

Os recursos exclusivos para a nanotecnologia, segundo está previsto no plano recém-lançado, serão distribuídos por todas as regiões do país. Esse orçamento será destinado tanto para projetos de jovens pesquisadores até para a implantação de grandes laboratórios que sejam estratégicos para o trabalho das redes de pesquisa.

Segundo informou a assessoria do MCT, o principal objetivo do novo programa é desenvolver produtos e processos no setor nanotecnológico, a partir da estruturação e do fortalecimento de redes de pesquisa sobre o tema. A idéia é também fomentar o apoio à cooperação entre universidades, instituições de pesquisa e empresas de base tecnológica.

"O Brasil precisa exportar conhecimento", disse Lula, em Campinas. O presidente reafirmou que as áreas industrial e de ciência e tecnologia são prioridades do seu governo. Segundo ele, investimentos e políticas específicas e integradas para os setores são alguns dos caminhos mais seguros para "colocar o país no rumo do desenvolvimento".
Agência Fapesp